CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Pelé lamenta lesão de Neymar, mas confia no hexa

Ex-jogador lembrou-se da Copa de 1962, quando se machucou e viu a seleção superar sua ausência e conquistar o torneio

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 14h48 - Publicado em 5 jul 2014, 16h35

Pelé se manifestou neste sábado sofre a grave lesão sofrida por Neymar durante a vitória da seleção brasileira por 2 a 1 sobre a Colômbia, na sexta, no Castelão. Ele lamentou a situação do atacante, mas disse manter a confiança na equipe na luta pelo hexacampeonato mundial. “Neymar foi criado no meu Santos e dói muito nosso corações saber que ele não poderá continuar defendendo o Brasil nesta Copa. Eu também me machuquei na Copa de 1962 no Chile e fiquei fora durante o resto do torneio, mas mesmo assim Deus ajudou o Brasil a ganhar o campeonato”, escreveu em sua conta no Twitter.

Leia também:

Neymar deixa concentração da seleção para se tratar em casa

Joelhada em Neymar foi proposital, dizem Ronaldo e Cannavaro

Há dois anos seleção não sabe o que é jogar sem Neymar

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Messi envia mensagem de apoio a Neymar após lesão

​Perda de Neymar abala a seleção. Mas ela promete reagir

Pelé se lesionou sozinho na segunda partida da seleção na Copa de 1962, no empate em 0 a 0 contra a Tchecoslováquia. Mesmo sem seu maior craque, o Brasil conseguiu conquistar o bicampeonato mundial. O substituto de Pelé, Amarildo, foi um dos destaques do título ao marcar três gols na competição – um deles na final, também contra a Tchecoslováquia, vencida por 3 a 1.

Quatro anos depois, em 1966, Pelé se machucou na primeira partida, mas, desta vez, por conta de entradas duras dos adversários búlgaros. Sem condições físicas, ele não participou da derrota por 3 a 1 contra a Hungria na segunda partida e disputou o terceiro jogo, contra Portugal, e foi alvo novamente das faltas dos rivais. Como as substituições não eram permitidas na época, Pelé se limitou a permanecer em campo sem criar jogadas.

https://youtube.com/watch?v=G1zD-oyRzhQ%3Frel%3D0

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade