Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Paulo André deixa o Corinthians e vai defender time chinês

O líder do Bom Senso FC acertou com o Shandong Luneng, treinado por Cuca

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 22h31 - Publicado em 12 fev 2014, 09h51

“É hora de parar de se apegar a argumentos frágeis para me responsabilizar ou me culpar por problemas do futebol brasileiro”, escreveu o zagueiro no Facebook

O zagueiro Paulo André acertou a sua saída do Corinthians e vai se transferir para o Shandong Luneng, da China, dirigido pelo técnico brasileiro Cuca. A saída do jogador, um dos líderes do movimento Bom Senso FC, foi confirmada nesta quarta-feira por Ronaldo Ximenes, diretor de futebol do clube paulista. A boa proposta financeira feita pelo clube chinês – que recentemente se reforçou com o atacante Aloísio, ex-São Paulo, e com o meia Montillo, ex-Santos – pesou para a saída do zagueiro, que só tinha contrato com o Corinthians até o fim do ano. Paulo André, de 30 anos, defendeu Águas de Lindoia, Guarani, Atlético-PR e Le Mans, da França, antes de chegar ao Corinthians em 2009.

Leia também:

Leia também: Entrevista com Paulo André em VEJA de 27 de novembro de 2013

A invasão do CT do Corinthians por torcedores no dia 1º de fevereiro também pode ser apontada como uma das possíveis razões que levaram Paulo André a deixar o clube. O zagueiro, aliás, é o terceiro jogador a sair do time depois do protesto dos torcedores – o meia Douglas foi para o Vasco, enquanto o atacante Alexandre Pato se transferiu para o São Paulo, em negociação que envolveu a chegada do meia Jadson. Figura mais destacada do Bom Senso FC, movimento que reivindica melhores condições de trabalho para os jogadores, Paulo André tentou, sem sucesso, realizar uma paralisação no Campeonato Paulista após a invasão do CT do Corinthians. O zagueiro foi o principal defensor da ideia de que o time não jogasse contra a Ponte Preta, mas acabou sendo voto vencido.

Depois, o atleta ainda tentou realizar uma greve no último fim de semana, quando o Corinthians enfrentou o Mogi Mirim, pelo Campeonato Paulista, mas não teve o seu desejo alcançado. Na segunda, ele desabafou em texto publicado na rede social Facebook. “É hora de parar de se apegar a argumentos frágeis para me responsabilizar ou me culpar por problemas do futebol brasileiro como a violência no futebol, a Portuguesa, o Fluminense, a audiência da TV, o nível dos jogos, etc”, escreveu o zagueiro. O zagueiro disputou 153 partidas pelo Corinthians, marcando dez gols. Faturou os títulos do Brasileirão (2011), da Libertadores (2012), do Mundial (2012), do Campeonato Paulista (2013) e da Recopa Sul-Americana (2013). Com sua saída, Cléber deve passar a ser titular.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade