CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

No Morumbi, São Paulo desafia crise e Inter quer liderança

Em jogo antecipado, equipes medirão forças vivendo momentos bem distintos

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 08h41 - Publicado em 24 jul 2013, 08h59

A pior sequência negativa da história e uma grave crise interna transformam uma vitória do São Paulo sobre o Inter, nesta quarta-feira, a partir das 21 horas (de Brasília), no Morumbi, num resultado não muito provável. Ainda assim, o time da casa entrará em campo sabendo que precisa ganhar, mesmo que jogando mal. Se tropeçar mais uma vez em casa, os são-paulinos ficam estacionados com oito pontos, mas com dois jogos a mais do que os times que estão na zona de rebaixamento. Os jogadores tentam se apegar a algum ponto positivo, mas reconhecem as enormes dificuldades. “É ganhar ou ganhar. Sem desespero, mas com a cabeça. Não tem outra coisa a se fazer”, afirmou Luis Fabiano. O tom do discurso do atacante mostra a enorme ansiedade no Morumbi nas últimas semanas. A meta é conquistar quatro pontos nos próximos dois jogos – depois do Inter, em jogo antecipado da 12ª rodada do Brasileirão, o São Paulo enfrentará o Corinthians, domingo, no Pacaembu. Embora a pontuação possa não ser suficiente para manter o time fora da zona de rebaixamento enquanto faz uma excursão pelo exterior, os jogadores acham que isso servirá pelo menos para restaurar a confiança.

Leia também:

São Paulo leva três do Cruzeiro e é vaiado por sua torcida

Contra crise, São Paulo tenta aproveitar ‘exílio’ temporário

A primeira barreira a ser superada nesta quarta-feira no Morumbi é a psicológica. O técnico Paulo Autuori tem dedicado boa parte dos treinamentos a conversas individuais com os atletas na tentativa de transmitir tranquilidade ao grupo, sem esquecer dos exercícios de posicionamento feitos à exaustão e que, até aqui, pouco efeito surtiram. O São Paulo continua dando espaços enormes para seus adversários jogarem e acaba sendo castigado com gols tolos. Quando fica em desvantagem no placar, a equipe se abate e não mostra poder de reação. Apesar dos vacilos e de ter indicado que poderia até fazer alterações para o duelo com o Inter, o treinador decidiu manter o time que perdeu para o Cruzeiro no último sábado, quando o São Paulo somou a sétima derrota seguida, e aposta na repetição para conseguir dar um padrão à equipe. Com isso, os grandes nomes que não vêm rendendo o esperado – casos do zagueiro Lúcio, do meia Ganso e do atacante Luis Fabiano – começarão jogando novamente.

Inter – Ainda sem poder contar com os dois reforços recém-contratados, o meia Alex e o atacante argentino Scocco, que irão se apresentar nesta semana, o Inter entra em campo esperando aproveitar a crise são-paulina para conseguir a vitória. Se conseguir prolongar a série negativa são-paulina, vai assumir a liderança provisória do Brasileirão. Atualmente, o time gaúcho é o quarto colocado com 15 pontos, apenas um atrás do líder Botafogo. Para enfrentar o São Paulo, o técnico Dunga não contará com o lateral-direito Gabriel e o zagueiro Índio, que ainda se recuperam de contusão – Ednei e Ronaldo Alves estão escalados em seus lugares. A novidade pode ser a volta do atacante Leandro Damião entre os titulares. Recuperado da lesão sofrida durante a preparação para a Copa das Confederações, quando acabou cortado da seleção brasileira, Leandro Damião já entrou no segundo tempo da vitória sobre o Flamengo no último domingo. Agora, pode ser titular diante do São Paulo, tirando Jorge Henrique do time.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês