CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Murer alega problemas com vento para eliminação em Londres

Fabiana Murer chegou a Londres para a disputa olímpica do salto com vara como uma das favoritas a uma medalha. Sua melhor marca era de 4m85, desempenho que lhe rendeu o título mundial do ano passado. No entanto, amargou uma surpreendente eliminação por não conseguir superar 4m55. A brasileira considera que o vento foi o […]

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 21h04 - Publicado em 4 ago 2012, 09h53

Fabiana Murer chegou a Londres para a disputa olímpica do salto com vara como uma das favoritas a uma medalha. Sua melhor marca era de 4m85, desempenho que lhe rendeu o título mundial do ano passado. No entanto, amargou uma surpreendente eliminação por não conseguir superar 4m55. A brasileira considera que o vento foi o grande vilão para o desempenho ruim.

‘Com o vento inconstante, eu decidi começar com uma altura mais baixa para saltar mais tranquila. Mas não consegui administrar esse vento ruim e ainda meus saltos foram irregulares’, explicou o atleta, em entrevista ao Sportv.

Na etapa preliminar, Fabiana Murer ficou apenas na 14colocação – apenas 12 seguiram para a final. Na fatídica marca de 4m55, a brasileira errou os dois primeiros saltos e, na terceira tentativa, nem sequer conseguiu iniciar a corrida, depois de duas refugadas.

‘Eu tenho um minuto para realizar o salto, você pode voltar quantas vezes quiser neste tempo e foi o que fiz. Mas começou a ventar forte de novo quando subiu a bandeira amarela que eu ainda tinha 15 segundos, estava perigoso. Não adiantava eu ir até lá e me machucar’, comentou.

Mesmo claramente decepcionada, Fabiana Murer, de 31 anos, tentou manter a serenidade ao abordar a eliminação. A propósito, a atleta já vinha com a sombra de um fracasso nos Jogos de Pequim, onde encontrou problemas com o sumiço de suas varas.

‘Estou tranquila, isso é o esporte, aconteceu, fiz o que pude’, explicou Murer, que evitou, porém, abordar o futuro neste momento. ‘Agora vou retornar para a Vila Olímpica, não sei o que farei’, encerrou.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade