Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Messi decide, alcança recorde e classifica o Barça

Craque argentino marcou os dois gols na vitória sobre o Ajax e se igualou a Raúl González como o maior artilheiro da história da Liga dos Campeões

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 11h18 - Publicado em 5 nov 2014, 19h16

O Barcelona sofreu, mas voltou a vencer após duas derrotas consecutivas, graças ao talento de Lionel Messi. Na tarde desta quarta-feira, o argentino marcou os dois gols da vitória sobre o Ajax, em Amsterdam, e se igualou a Raúl González como o maior artilheiro da história da Liga dos Campeões. O resultado classificou o Barcelona às oitavas de final com duas rodadas de antecedência, mas segue em segundo no Grupo F, com dez pontos, um a menos que o PSG, que venceu o Apoel e também garantiu vaga na segunda fase. O técnico Luis Enrique voltou a escalar o trio ofensivo formado por Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez, mas os sul-americanos demoraram a se entrosar. Suárez jogou em uma posição pouco habitual, aberto pela ponta direita, quase sempre ajudando o brasileiro Daniel Alves na marcação. Recuado, o Barcelona cedeu espaços: aos 22 minutos, Klaasen acertou um belo chute de esquerda, mas o jovem goleiro Ter Stegen salvou o Barça com uma grande defesa.

Leia também:

Cristiano Ronaldo não marca, mas Real vence e se classifica ​

Jogadores se irritaram com técnico do Barcelona, diz jornal

Cristiano Ronaldo: ‘Quero ser o melhor da história’

Neymar, que não marcou nos últimos dois jogos, sofreu com a forte marcação. Ele chegou a marcar, após passe de Alba, mas o lateral estava impedido e o gol foi anulado. No fim da primeira etapa, o Barcelona saiu da pressão holandesa e chegou ao gol com Messi: primeiro, ele bateu falta e Cilessen fez grande desfesa, mas na rebatida, o goleiro que defendeu a Holanda na Copa do Mundo falhou ao tentar dividir com Bartra, e a bola foi lançada na área para Messi marcar de cabeça. As equipes voltaram em ritmo acelerado na segunda etapa. Messi deu ótimo passe para Suárez e frente a frente com Cilessen bateu nos pés do goleiro. Na bola rebatida, Messi chutou com perigo. O Ajax seguia firme em busca do empate e chegou muito perto quando Serero cruzou na para Milik, que de cabeça jogou a bola na trave. Aos 26 minutos, Messi arrancou pelo meio e foi derrubado pelo zagueiro Veltman, que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Neymar foi substituído por Pedro, que, em um de seus primeiros toques na bola, tabelou com Messi, que recebeu na área e se esticou para marcar seu 71º gol na Liga dos Campeões. Ele se igualou ao ex-atacante do Real Madrid Raúl González como maior artilheiro da história da competição – Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, tem 70. Além de Barcelona e PSG, o Bayern de Munique também se classificou às oitavas nesta quarta. Jogando em casa, o time alemão venceu a Roma por 2 a 0 e chegou a 12 pontos em quatro partidas. Na Inglaterra, o Manchester City deu vexame e perdeu para o CSKA por 2 a 1. Com a nova derrota, o atual campeão inglês permaneceu na lanterna do Grupo E, com dois pontos. Roma e CSKA têm quatro e todos seguem com chances na chave. Na Ucrânia, o atacante brasileiro Luiz Adriano marcou três gols na goleada por 5 a 0 do Shakhtar Donetsk sobre o Bate Borisov e se isolou na artilharia da competição, com nove gols. O Porto também se classificou com nova vitória sobre o Athletic Bilbao.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade