Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Libertadores: fora de casa, São Paulo e Atlético-MG fazem jogos decisivos

Time paulista visita o Danubio, em Montevidéu, e equipe mineira encara o Atlas, em Guadalajara. Todos os quatro precisam desesperadamente da vitória

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 21h11 - Publicado em 15 abr 2015, 11h33

Um dia depois da derrota do Cruzeiro para o Huracán, duas equipes brasileiras fazem partidas decisivas e fora de casa pela penúltima rodada da primeira fase da Libertadores nesta quarta-feira: o São Paulo visita o último colocado do Grupo 2, o uruguaio Danubio, em Montevidéu, e o Atlético-MG encara o mexicano Atlas, em Guadalajara. Ambos os clubes do país estão em situação delicada em seus grupos e precisam da vitória para seguir com boas chances de classificação às oitavas de final. Os dois jogos começam às 22h (de Brasília).

Leia também:

Cruzeiro perde para o Huracán em Buenos Aires

Dengue ataca no futebol e desfalca clubes paulistas

CBF quer punição rigorosa a quem desrespeitar árbitro

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Ainda dirigido pelo técnico interino Milton Cruz, o São Paulo sabe que não pode tropeçar diante da equipe uruguaia, que só perdeu em quatro partidas. O time brasileiro ocupa a segunda posição do Grupo 2, com os mesmos seis pontos do campeão de 2014, o argentino San Lorenzo, que visita o Corinthians – líder da chave com 12 pontos – na quinta-feira.

Com isso, o São Paulo confia em uma boa vitória no pequeno estádio Luis Franzini para não depender do rival e chegar à última rodada em boa condição. “Uma vitória vai nos dar mais tranquilidade e confiança para o clássico com o Corinthians”, afirmou o capitão Rogério Ceni. Para se impor diante do atual campeão uruguaio, o São Paulo vai repetir o esquema utilizado na vitória sobre o Red Bull Brasil nas quartas de final do Paulistão, com três volantes, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos na meia e apenas Alexandre Pato no ataque. Luis Fabiano retorna de lesão e ficará no banco.

Guadalajara – O Atlético vive situação ainda mais complicada: está na terceira posição do Grupo 1, o mais equilibrado da competição, com os mesmos seis pontos do Independiente Santa Fe, mas atrás por critérios de desempate. O Colo-Colo, do Chile, lidera a chave com nove, enquanto o Atlas é o último, com três, e também precisa da vitória no estádio Jalisco.

O time mineiro, que viajou 12 horas até o México, terá o reforço do volante Leandro Donizete e do atacante argentino Lucas Pratto, que não atuaram no empate por 1 a 1 com o rival Cruzeiro na primeira partida semifinal do Campeonato Mineiro. Por outro lado, o lateral-direito Marcos Rocha e o atacante Carlos saíram machucados do clássico e não têm escalação garantida.

Decepção: Atlético-MG perdeu do Atlas em casa com gol no final
Decepção: Atlético-MG perdeu do Atlas em casa com gol no final VEJA

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade