CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Kaká é apresentado em Milão: ‘Eu jamais deixei este lugar’

Depois de quatro anos em Madri, o brasileiro se emociona no retorno à Itália

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 03h52 - Publicado em 5 set 2013, 10h00

“Não quero falar de estilo de jogo, de esquema tático, nada disso. Quero apenas festejar a volta de um grande jogador ao nosso clube”, disse Galliani

De volta após quatro anos jogando no Real Madrid, Kaká foi apresentado pelo Milan na manhã desta quinta-feira, na sede do clube, em Milão. Vestindo terno e gravata e ao lado do vice-presidente, Adriano Galliani, o meia brasileiro falou sobre as expectativas do retorno à equipe italiana e revelou um sentimento diferente ao pisar no CT de Milanello depois de tanto tempo. “Voltar a Milão e ao Milan é algo especial para mim. Ontem estava com minha mulher, relembrando pelas ruas os momentos bonitos que tive na minha passagem anterior por aqui. Voltei ao CT de Milanello e percebi que jamais deixei, de fato, este lugar. É como se eu nunca tivesse saído”, afirmou Kaká, que prometeu voltar a ser uma referência para o clube: “Agora é a minha vez de ser exemplo para os novos jogadores no vestiário”.

Leia também:

Kaká, agora titular – do time dos piores negócios do futebol

​Confirmado no Milan, Kaká afirma: ‘Voltei para casa’

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

A apresentação do brasileiro começou com um discurso do cartola Galliani. Sem conseguir esconder a empolgação, o dirigente relembrou a primeira passagem de Kaká pelo Milan antes de prever uma nova fase bem-sucedida do atleta em seu retorno ao clube onde se consagrou. “É realmente com muita alegria para nosso clube que vemos o retorno à casa de Kaká. Lembro de quando ele chegou. Era um garoto fantástico, campeão do mundo pela seleção brasileira e que depois ganhou o prêmio de melhor jogador do mundo. Kaká sempre esteve em nossos corações. Isso pode ser percebido pela alegria das pessoas. Não quero falar de estilo de jogo, de esquema tático, nada disso. Quero apenas festejar a volta de um grande jogador ao nosso clube”, disse Galliani.

Em seguida, foram exibidas num telão as imagens do meia brasileiro em sua primeira passagem pelo clube italiano – entre as cenas estava a do golaço que o jogador marcou nas semifinais da Liga dos Campeões da Europa de 2007, contra o Manchester United, em Old Trafford. A alegria e motivação de Kaká nesta nova fase de sua carreira eram visíveis no evento. Voltando aos dias atuais, o camisa 22, que disse ter “crescido muito” em sua passagem pelo Real Madrid, revelou que já havia decidido sair da equipe merengue antes mesmo de tornar público o seu desejo, após marcar dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o Deportivo La Coruña, pelo Troféu Teresa Herrera.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

“Eu já tinha conversado com o clube e com o técnico Carlo Ancelotti, e aí cheguei a essa decisão, de que seria melhor sair. A partir daí, buscamos alternativas. O Real trouxe algumas opções, eu também. Na quinta, só tornei pública a minha vontade, e conversei com a diretoria antes de falar. Mas a decisão já tinha sido tomada, e estava todo mundo trabalhando para que eu saísse”, contou. Kaká deve fazer seu primeiro treino na nova passagem pelo Milan ainda nesta quinta. A reestreia deverá acontecer no próximo dia 15, contra o Torino, fora de casa, pela terceira rodada do Campeonato Italiano. O primeiro jogo diante da torcida local está previsto para o dia 18, quando o Milan enfrenta o Celtic, da Escócia, pela primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, no Estádio San Siro.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês