ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Judô vê meta cumprida em Londres e projeta 1 lugar no Rio

Mesmo com alguns resultados abaixo do esperado, o judô brasileiro atingiu a meta que tinha imposto a si mesmo, voltando de Londres com quatro medalhas – entre elas, algumas surpresas. O desempenho nos Jogos Olímpicos de 2012 deixam a Confederação Brasileira da modalidade otimista para as próximas Olimpíadas, no Rio de Janeiro. ‘Vamos trabalhar em […]

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 19h49 - Publicado em 4 ago 2012, 14h53

Mesmo com alguns resultados abaixo do esperado, o judô brasileiro atingiu a meta que tinha imposto a si mesmo, voltando de Londres com quatro medalhas – entre elas, algumas surpresas. O desempenho nos Jogos Olímpicos de 2012 deixam a Confederação Brasileira da modalidade otimista para as próximas Olimpíadas, no Rio de Janeiro.

‘Vamos trabalhar em uma Olimpíada dentro de casa e vamos trabalhar não só por um bom resultado, mas para ser a maior potência do judô mundial’, disse o coordenador técnico do Brasil, Ney Wilson.

As medalhas de Sarah Menezes (ouro), Felipe Kitadai (bronze), Mayra Aguiar (bronze) e Rafael Silva (bronze) quebraram o recorde do Brasil em Jogos Olímpicos e fizeram o País terminar como o sexto na modalidade, em Londres.Apesar de admitir frustração com o desempenho de Tiago Camilo e Leandro Guilheiro, que eram apontados como favoritos e acabaram sem medalhas, a Confederação garante que quatro pódios era a meta do Brasil em 2012.

‘Sabíamos que poderíamos falhar na decisão, estava pronto para receber críticas, mas também estava confiante, o tempo todo. Poderíamos ter chegado a mais medalhas, já que alguns atletas não conseguiram o sucesso que poderiam na competição, mas estão todos de parabéns. E as quatro medalhas que saíram foram de atletas jovens, o que nos dá uma perspectiva bem grande para 2016’, atestou Ney Wilson.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade