CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Itália, Holanda e Espanha dão início à renovação pós-Copa

Italianos e holandeses estreiam seus novos técnicos em um amistoso em Bari. Espanhóis, ainda com Del Bosque, pegam a França com elenco transformado

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 12h56 - Publicado em 4 set 2014, 09h49

Sob nova direção depois da Copa do Mundo no Brasil, Itália e Holanda se enfrentam nesta quinta-feira, às 15h45 (de Brasília), em Bari, em um amistoso de preparação para as Eliminatórias da Eurocopa de 2016. Será um início de ciclo para as duas equipes: a partida marca a estreia de Antonio Conte, do lado italiano, e de Guus Hiddink, do lado holandês. Após a eliminação precoce na fase de grupos do Mundial, os cartolas italianos recorreram a Conte, que vem de temporadas vitoriosas com a Juventus, para substituir Cesare Prandelli. As mudanças na equipe não demoraram a aparecer. Conte abriu mão de convocar dois dos principais atletas do elenco: o meia Pirlo e o atacante Balotelli.

A primeira convocação de Conte deixa clara a intenção de renovar o plantel. Dos atletas mais experientes, apenas Buffon e De Rossi estarão presentes no amistoso diante da Holanda. Os zagueiros Giorgio Chiellini e Andrea Barzagli estão fora do confronto por causa de lesões. O atacante Pablo Osvaldo também é ausência garantida, e para o seu lugar foi chamado o veterano Fabio Quagliarella, que nunca foi muito aproveitado por Conte na Juventus durante as três temporadas em que ele treinou a equipe. Mesmo assim, o treinador preferiu contar com um jogador já conhecido do que convocar Balotelli, recentemente transferido ao Liverpool, e que foi muito criticado na Itália pelo comportamento errático nos últimos anos.

Do lado holandês, Guus Hiddink preferiu não mexer muito na base deixada pelo último técnico. O sucessor de Louis Van Gaal aposta no entrosamento da equipe, que fez bom papel no Mundial no Brasil. Além de Robben, Sneijder e Van Persie, pilares da equipe, o treinador optou por trazer de volta outro atleta experiente: o meio-campista Rafael van der Vaart, cortado do Mundial após sofrer uma lesão atuando pelo Schalke 04, da Alemanha. À exemplo do que aconteceu na Copa, a convocação da Holanda também reserva bom espaço a atletas que atuam no futebol do próprio país: são quatro do Ajax, três do PSV e um do Feyernoord. No caso da Azzurra, à exceção de quatro atletas, todos os integrantes do elenco disputam a Série A do Campeonato Italiano.

Leia também:

Di María dá show e Argentina bate Alemanha na revanche

França x Espanha – Outra equipe que inicia uma nova fase nesta quinta é a Espanha, que tenta começar a apagar a má impressão deixada pela campanha vexatória na Copa às 16 horas, contra a França, no Stade de France, nos arredores de Paris. No Mundial, a campeã de 2010 caiu logo na primeira fase. Sem oito dos jogadores que estiveram na Copa (Reina, Piqué, Javi Martínez, Xabi Alonso, Xavi, Juan Mata, Fernando Torres e David Villa), os espanhóis tentam provar que ainda podem figurar entre os melhores do mundo. “Começamos uma nova etapa. Vamos ver se conseguimos acertar como em outras ocasiões”, afirmou o técnico Vicente Del Bosque, campeão mundial em 2010 e da Europa em 2012 e mantido no cargo pela Federação Espanhola.

Além de contar com o apoio da torcida e jogar diante de uma Espanha em reconstrução, a França tem o respeito dos espanhóis. “A França fez um bom Mundial, caiu nas quartas contra a Alemanha num jogo equilibrado. Nós caímos na primeira fase. É uma França forte, uma equipe que está há anos trabalhando com os mesmos jogadores”, elogiou Del Bosque. Com a base da Copa do Mundo mantida, os franceses não acreditam que a Espanha mudará seu estilo de jogo e admitem adotar uma postura mais defensiva nesta quinta. “Eles deverão manter seu jogo de posse de bola, com passes curtos e bola no chão. Segue o mesmo sistema. Os problemas que pode ter a nova geração é que os que estavam antes jogavam todas as partidas, e os novos têm pouca experiência na seleção”, afirmou o técnico francês Didier Deschamps.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês