CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Irregular, Vasco usa como modelo a vitória sobre o São Paulo

Desde o início do Campeonato Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges e os jogadores do Vasco garantem que o time vai lutar pela conquista do título. Porém, apesar de estar sempre na parte de cima da tabela de classificação, o time não vinha tendo atuações convicentes. No fim de semana, por exemplo, derrotou o lanterna Atlético-GO […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 14h13

Desde o início do Campeonato Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges e os jogadores do Vasco garantem que o time vai lutar pela conquista do título. Porém, apesar de estar sempre na parte de cima da tabela de classificação, o time não vinha tendo atuações convicentes. No fim de semana, por exemplo, derrotou o lanterna Atlético-GO por 1 a 0, mas foi dominado pelo adversário durante boa parte do encontro. Mas na noite de quarta-feira, no 1 a 0 aplicado no São Paulo, em pleno Morumbi, a equipe vascaína teve grande atuação, poderia ter deixado a capital paulista com um placar mais dilatado e somou três pontos importantes longe de casa. Mas, na visão de todos na Colina, o mais importante foi o fato de o Vasco ter encontrado um modelo de atuação para se inspirar na competição.

‘Se nós repetirmos essa atuação, seremos candidatos ao título. Só espero que a gente não se empolgue com o resultado, já que há três dias quase perdemos dentro de casa para o lanterna’, analisou o meia Juninho Pernambucano.Autor do gol da vitória, o lateral direito Fagner pensa da mesma maneira. ‘O Vasco fez uma grande partida e temos que manter esse ritmo daqui para frente. Se conseguirmos isso estaremos mais perto de nosso objetivo. No caso de repetirmos essa atuação na maioria dos jogos dificilmente vamos ser derrotados, pois conseguimos dominar o São Paulo e estivemos, inclusive, perto de marcarmos mais gols’, afirmou o lateral.

Sempre exigente com seus comandados, Cristóvão Borges, mesmo elogiando demais a equipe, viu a necessidade de melhorar alguns aspectos para o time se aproximar do que ele considera o ‘ideal’. ‘Essa foi uma partida que estávamos devendo a nós mesmos, já que ainda não tínhamos jogado dessa forma e o futebol do Vasco é daí para melhor. Estávamos sendo muito irregulares e fomos bem mais próximos daquilo que é o Vasco, mas ainda temos muito a melhorar’, afirmou o treinador.

O treinador, inclusive, comemorou a manutenção da base que vem sendo montada desde a conquista do título da Copa do Brasil do ano passado. O Cruz-maltino, apesar de ter negociado o volante Rômulo e o meia Allan com o futebol europeu, resistiu ao assédio dos estrangeiros. Além de manter os cobiçados Dedé e Diego Souza, adquiriu os direitos federativos do volante Fellipe Bastos e do atacante Éder Luís, que pertenciam ao Benfica, de Portugal.

‘A manutenção da base é importante porque é muito difícil você conseguir montar uma base do nível da que montamos na temporada passada. Era natural que com a valorização que a equipe teve perdêssemos alguns jogadores, mas a diretoria está trabalhando para repor no mesmo nível’, comemorou o treinador, satisfeito com os reforços.Agora o Vasco volta as suas atenções para o confronto diante do Santos, previsto para este sábado, às 18h30 (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela 11rodada do Brasileirão. Para este compromisso, Cristóvão vai poder contar com o retorno do meia Felipe, que cumpriu suspensão no Morumbi. Em compensação, ele segue sem o zagueiro Renato Silva, que continua tentando superar problemas burocráticos para poder renovar contrato com o clube, já que as duas partes chegaram a um acordo. O clube vive a expectativa de contar ainda com Fellipe Bastos e com o atacante Éder Luís, que continuam sem a documentação regularizada, algo que pode ser solucionado nesta sexta-feira.

Já fora de campo, a CBF antecipou de 21h50 para 19h30 o horário do jogo contra o Sport, programado para o próximo dia 8 de agosto, na Ilha do Retiro, no Recife (PE). A data e o local do confronto foram mantidos e as modificações ocorridas foram para atender aos interesses da grade de transmissão da emissora de televisão que possui os direitos sobre o torneio.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês