CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Ibra, sem modéstia, acha que Copa não tem graça sem ele

Fora do torneio, craque sueco acha que não tem idade para voltar ao Mundial

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 01h25 - Publicado em 20 nov 2013, 12h22

A eliminação da Suécia, derrotada por 3 a 2 no duelo com Portugal, na terça-feira, em Estocolmo, pela repescagem das Eliminatórias da Europa, deixou a Copa de 2014 sem um dos melhores jogadores do mundo na atualidade. No confronto com Cristiano Ronaldo, Zlatan Ibrahimovic levou a pior e ficou de fora do que, segundo ele, seria seu último Mundial com a seleção (ele esteve nas Copas de 2002 e 2006). Ao comentar sua ausência, Ibra voltou a dispensar qualquer sinal de modéstia, opinando que o torneio perdeu toda a graça sem ele em campo: “Uma Copa do Mundo sem que eu esteja presente não vale a pena ser vista, não é preciso esperar por ela”. Em tom mais sério, ele também lamentou a oportunidade perdida: “Foi provavelmente a minha última tentativa de jogar outra Copa com a Suécia. Mas, por enquanto, continuarei jogando na equipe”, completou o artilheiro de 32 anos, que chegou a renunciar à seleção quando ela não se classificou para o Mundial de 2010.

Leia também:

Ibrahimovic vira selo na Suécia. ‘�É raro serem bonitos’

No título do PSG, briga entre Leonardo e Ibra; veja o vídeo

Confirmando as expectativas, Ibrahimovic e Cristiano Ronaldo foram os dois grandes personagens do confronto, com vantagem para o português. Ele marcou o gol que selou a vitória portuguesa no jogo de ida e os três gols do triunfo por 3 a 2 na volta. Para o sueco, restou o consolo dos dois gols marcados na terça – e a obrigação de reconhecer a qualidade do jogador do Real Madrid. “Se você dá três contra-ataques a ele, ele vai marcar três gols. É o melhor nisso”, comentou. Ainda assim, Ibrahimovic, um dos indicados à Bola de Ouro da Fifa, não quis dizer se acha Cristiano Ronaldo o melhor do mundo na atualidade. “Bom, ele está numa fase incrível”, disse o sueco ao ser questionado sobre o assunto. Ibrahimovic não escondeu a tristeza com a perda da vaga, mas reconheceu abertamente a superioridade de Portugal no confronto. “É muito decepcionante, mas a melhor equipe ganhou. Cheguei a acreditar na classificação quando marquei meus dois gols, mas eles foram melhores”, avaliou.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade