Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Ginóbili confirma aposentadoria da seleção argentina e ausência na Olimpíada

Campeão olímpico em 2004, astro do San Antonio Spurs deixa a equipe nacional após quase 20 anos. “Não tenho mais condições”, disse, aos 37 anos

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 21h21 - Publicado em 7 abr 2015, 18h17

O armador Emanuel Ginóbili não voltará a vestir a camisa da seleção argentina masculina de basquete. Medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, o astro do San Antonio Spurs confirmou sua aposentadoria da equipe nacional e, consequentemente, sua ausência na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016. O atleta de 37 anos ficou fora da Copa do Mundo do ano passado, na Espanha, e já havia declarado que não jogaria o Pré-Olímpico de Monterrey este ano.

Leia também:

NBA pega carona na diplomacia e anuncia acampamento em Cuba​

NBA: filho de indianos, gigante de 2,26m assina com Kings​

LeBron se torna o 20º maior pontuador da NBA em vitória sobre sua ex-equipe

“Comecei na base em 1996 e a seleção está tão arraigada dentro de mim que me custa encerrar um capítulo e dizer chega, não jogo mais e não há chance voltar a vestir a camisa da seleção. Gostaria de manter vivo o sonho de estar nos Jogos Olímpicos, mas não tenho mais condições”, disse Ginóbili ao jornal argentino La Nación.

Ele participou de 65 dos 75 jogos do San Antonio Spurs na atual temporada regular da NBA e tem média de 22,9 minutos de quadra, 10,7 pontos e 4,3 assistências por partida pela franquia do Texas, mas não consegue mais se dedicar ao esporte como antes. “Para cada partida, tenho de fazer várias coisas para chegar à quadra, dói tudo. A competição no dia a dia perdeu um pouco do significado e, mesmo que siga apaixonado na quadra, o basquete não está na primeira posição da minha lista de prioridades. Por isso, os meses que tenho de férias e as dores que sinto fazem com que a seleção seja secundária.”

Ginóbili também tem no currículo com a seleção a medalha de bronze dos Jogos de Pequim 2008 e o vice-campeonato do Mundial de 2002, em Indianápolis, nos Estados Unidos. Em Londres-2012, ajudou a Argentina a eliminar o Brasil nas quartas de final, mas terminou sem medalha, na quarta colocação.

Manu Ginóbili marcou 23 pontos para o San Antonio Spurs
Manu Ginóbili marcou 23 pontos para o San Antonio Spurs VEJA

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade