ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Forlán fala em evolução, mas Fernandão elogia: Ele foi perfeito

Encerrada a vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras, neste sábado, na Arena Barueri, o uruguaio Diego Forlán aprovou sua atuação na segunda partida com a camisa 7 do Inter, mas quem gostou mesmo foi o técnico Fernandão, que definiu seu rendimento como ‘perfeito’. ‘O Forlán foi perfeito. Se ele errou alguns lances foi […]

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 17h20 - Publicado em 4 ago 2012, 21h48

Encerrada a vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras, neste sábado, na Arena Barueri, o uruguaio Diego Forlán aprovou sua atuação na segunda partida com a camisa 7 do Inter, mas quem gostou mesmo foi o técnico Fernandão, que definiu seu rendimento como ‘perfeito’.

‘O Forlán foi perfeito. Se ele errou alguns lances foi porque criou chances. Ele vai crescer jogo a jogo, porque é uma maneira de jogar bem diferente da Europa, onde ele está acostumado. Foi muito bem e por isso esteve em campo até o final’, relatou Fernandão. Aos 35 minutos do segundo tempo, o treinador perguntou ao uruguaio se ele desejava sair de campo. A resposta, com um gesto, foi negativa.

Discreto na estreia contra o Vasco, o atacante do Inter esteve em campo nos 90 minutos e participou de jogada de gol em que o impedimento foi marcado. Além disso, auxiliou a marcação na saída de bola do Palmeiras e não ficou preso ao campo de ataque como no primeiro jogo. Premiado com gol de Ygor, o Inter foi para 26 pontos e assumiu o quarto lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

‘Foi minha primeira vez durante 90 minutos no Inter. Já existiu um entrosamento maior com o restante dos companheiros e dentro de campo o importante é a vitória do clube e a evolução. Hoje fomos bem e conseguimos ganhar. Agora com o tempo e mais trabalho, mais jogos, eu posso evoluir e o Inter também’, alegou Diego Forlán depois do apito final. Mesmo sem marcar gols, o uruguaio mantém a cabeça no lugar: ‘Com 33 anos e a experiência que tenho não necessito de gols pra pegar confiança’.

Apesar dos elogios rasgados, Fernandão admite que o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010 ainda tem muito a oferecer ao Inter, mas que já vive um período de ascensão: ‘O Diego não tenho dúvidas de que já esta acrescentando, mas são duas adaptações que ele vive. Uma é física, porque ele vinha de férias e precisava de pré-temporada, não está solto, mas tu pode ver que já está livre. E a outra adaptação é para um novo futebol. Lá (na Europa) é muito mais tático, comportado, aqui tem movimentação. Mas está se saindo muito bem’.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade