CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Derrotas em campo e nos bastidores ampliam pressão do Flamengo

A derrota por 3 a 0 diante do Corinthians, dentro do Engenhão, na noite de quarta-feira, fez o técnico Joel Santana e os jogadores do Flamengo deixarem o gramado sob as vaias da torcida. Os torcedores também não pouparam a presidente Patrícia Amorim e os demais membros da diretoria, responsabilizados pela formação do atual elenco, […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 14h28

A derrota por 3 a 0 diante do Corinthians, dentro do Engenhão, na noite de quarta-feira, fez o técnico Joel Santana e os jogadores do Flamengo deixarem o gramado sob as vaias da torcida. Os torcedores também não pouparam a presidente Patrícia Amorim e os demais membros da diretoria, responsabilizados pela formação do atual elenco, que fracassou na disputa do Carioca, não conseguiu passar da fase de grupos da Libertadores e vem dando sinais de que não vai vingar no Campeonato Brasileiro. A crise volta a rondar o ambiente da Gávea, pressionando os profissionais do clube.

As maiores cobranças em relação aos dirigentes envolve também a falta de contratações de peso. Os últimos dias deixaram evidentes as dificuldades da diretoria de reforçar o plantel. O zagueiro Juan, que deixou a Roma, foi dado como certo pelo Rubro-Negro, mas acabou acertando com o Internacional e ainda revelou erros dos dirigentes flamenguistas na condução da negociação. O meia Diego, do Wolfsburg, foi assunto por duas semanas, mas no fim o Flamengo recebu um ‘não’ dos alemães, insatisfeitos com a proposta apresentada.A bola da vez é o argentino Juan Román Riquelme, que já anunciou a não permanência no Boca Juniors. O apoiador está nos planos do Cruzeiro e do Rosário Central, da Argentina. Neste caso, o maior inimigo dos flamenguistas é o pouco tempo disponível para viabilizar o negócio, uma vez que a janela de transferências internacionais se fecha nesta sexta-feira.

Já Joel Santana convive com o fantasma da demissão. O treinador se irritou inclusive com perguntas sobre o tema durante a entrevista coletiva que concedeu após a derrota para o Corinthians: ‘É muito cansativo toda vez que perde eu ter que responder se vou sair, se tem outro treinador. Não é só um resultado que determina o que você faz. Antes do jogo estava tudo bem. Por que ninguém me perguntou isso depois da vitória sobre o Bahia? Oscilamos com essa derrota, mas no domingo podemos vencer’.

O Flamengo volta a jogar neste domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do Cruzeiro, no Estádio Independência, pela 11rodada do Campeonato Brasileiro. Um novo mau resultado pode gerar até a queda de Joel Santana. Após a derrota, o elenco treina nesta sexta-feira pela manhã, no Ninho do Urubu.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês