CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Delegação do Brasil no Pan de Toronto terá 600 atletas

Brasil terá quase 1.000 pessoas no Canadá entre atletas, treinadores, médicos, fisioterapeutas e oficiais

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 19h41 - Publicado em 16 jun 2015, 18h31

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou nesta terça-feira que vai ter uma delegação de quase 1.000 pessoas para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, de 10 a 26 de julho, das quais 600 atletas que vão disputar medalhas em 46 modalidades. É a maior delegação brasileira, entre atletas, treinadores, médicos, fisioterapeutas e oficiais, entre outros, que vai a outro país para uma disputa internacional. No Pan de 2011, em Guadalajara, foram ao México 515 atletas.

Rio-2016: Anderson Silva desiste do tae kwon do e irrita dirigente

Brasil vence Noruega em desafio de campeãs no handebol

Fabiana Murer fatura ouro em etapa da Diamond League e faz a segunda melhor marca da temporada

Cabo de guerra, bilhar, surfe… os 26 ‘esportes’ que se candidataram para Tóquio-2020

A maior parte da delegação anunciada pelo COB nesta terça já era conhecida. As delegações do vôlei, do basquete, do rúgbi e da ginástica artística são as úincas que ainda não foram divulgadas. Entre as poucas novidades, a lista de convocadas do futebol feminino não conta com a atacante Marta, mas é praticamente a mesma que disputa o Mundial no Canadá. Pela lista, o COB confirma que o Brasil terá 11 atletas naturalizados: dois holandeses e um britânico na seleção de hóquei sobre a grama; uma italiana, uma espanhola e um francês na esgrima; dois espanhóis, um italiano e um cubano no polo aquático; além de uma chinesa no tênis de mesa.

O Pan terá nove modalidades não olímpicas, e o Brasil estará presente em seis: boliche, caratê, esqui aquático, patinação artística, softbol e squash. A competição também vai valer como classificatória para a Olimpíada de 2016 no Rio nas modalidades de hóquei de grama, pentatlo moderno, tiro esportivo e triatlo. Servirá para tomada de índices para o atletismo e a competição de tae kwon do vai valer para o ranking olímpico.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade