CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

De volta à Lusa, Ferdinando vê Raposa forte com o ‘aposentado’ Roger

Utilizado pelo técnico Geninho durante o segundo tempo da derrota por 2 a 1 para o Sport, no último fim de semana, o volante Ferdinando vem lutando para se adaptar ao futebol brasileiro antes de ser escalado como titular pelo treinador rubro-verde. Forte candidato ao posto deixado pelo suspenso Léo Silva na equipe principal, o […]

Por Da Redação 18 jul 2012, 05h03

Utilizado pelo técnico Geninho durante o segundo tempo da derrota por 2 a 1 para o Sport, no último fim de semana, o volante Ferdinando vem lutando para se adaptar ao futebol brasileiro antes de ser escalado como titular pelo treinador rubro-verde. Forte candidato ao posto deixado pelo suspenso Léo Silva na equipe principal, o atleta admitiu que ainda sente o fuso-horário do País e também mostrou que não conseguiu se informar o suficiente sobre os próximos adversários da Lusa na competição.

A confusão de Ferdinando ao falar sobre o jogo desta quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Canindé, ficou evidente após o atleta analisar a força dos mineiros neste Brasileiro. Emprestado ao Incheon United, da Coreia do Sul, o volante deu indícios de que não acompanhou as últimas movimentações do mercado de transferências nacional e cometeu uma gafe ao atribuir a força ofensiva da Raposa ao meia Roger, que rescindiu contrato com o clube no mês de junho.

Atualmente com 33 anos, Roger explicou que sua principal intenção era trabalhar como empresário no futebol e se despediu do Cruzeiro de forma amigável. O jogador, no entanto, não escondeu o desejo de retornar aos gramados no futuro e disse que manterá sua ‘aposentadoria’ até um clube apresentar uma proposta convincente.

‘Sabemos da qualidade que do time do Cruzeiro, principalmente na frente, com o Roger puxando as jogadas de ataque. Eles têm jogadores perigosos e que giram muito sobre a nossa marcação. Mas a Portuguesa também tem atletas muito experientes e que conseguirão jogar de igual para igual com eles. Nós só não podemos dar bobeira, porque não existe bola perdida para eles’, declarou o desinformado reforço lusitano.

Mesmo sem ter estudado a forma como o time comandado por Celso Roth se porta em campo, Ferdinando demonstrou disposição para corresponder às expectativas de Geninho neste seu primeiro encontro com o torcedor rubro-verde. Sem se importar com os problemas de adaptação ao clima brasileiro, o volante disse estar preparado para assumir a marcação do meio-campo e ajudar a Portuguesa a encerrar a sequência de duas derrotas seguidas no campeonato.

‘Fui bem recebido pelo torcedor e o primeiro passo é ajudar os meus companheiros dentro de campo. A situação que vivemos hoje é um pouco complicada, mas vamos conseguir mudar isso o mais rápido possível. Eu tive pouco tempo para me adaptar, porque são 12 horas de diferença aqui, só que eu me conheço muito bem e não vou sentir tanto por ser um jogador que trabalha mais com a força no meio’, concluiu Ferdinando.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês