CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Comitê Olímpico Internacional retira suspensão da Rússia

A suspensão vigorou após relatório da Agência Mundial Antidoping revelar um vasto escândalo de doping institucionalizado no país

Por AFP Atualizado em 28 set 2021, 22h44 - Publicado em 28 fev 2018, 14h25

O presidente do Comitê Olímpico Russo (ROC), Alexander Jukov, anunciou nesta quarta-feira o fim da suspensão da Rússia, imposta pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Devido à suspensão, os atletas russos aprovados nos exames antidoping tiveram que competir nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coréia do Sul, sob bandeira olímpica, sem poder usar uniformes nacionais ou ouvir o hino russo durante as premiações e cerimônias.

“O Comitê Olímpico Russo está totalmente reintegrado como membro do Comitê Olímpico Internacional, hoje recebemos uma carta do COI na qual se restabelece nosso status olímpico”, declarou Jukov, três dias após o encerramento dos Jogos de Inverno de Pyeongchang.

O COI permitiu a 168 atletas russos considerados “limpos” que disputassem as Olimpíadas na Coreia do Sul sob a bandeira olímpica, apesar disso, dois casos de doping envolvendo atletas russos foram revelados durante os Jogos de Pyeongchang: um competidor do curling, que perdeu a medalha de bronze na competição mista, e uma participante do bobsled de duplas, que ficou em 12º lugar. A delegação terminou o evento na 13ª posição no quadro de medalhas, com dois ouros.

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade