CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Com time desfigurado, Palmeiras reencontra Coritiba

Por Daniel Batista São Paulo – Uma semana após a final da Copa do Brasil, Palmeiras e Coritiba voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, no Estádio Couto Pereira, com sentimentos bem diferentes daquela partida inesquecível para o torcedor palmeirense. O que está em disputa dessa vez não é a taça, mas, sim, a possibilidade de […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 08h15

Por Daniel Batista

São Paulo – Uma semana após a final da Copa do Brasil, Palmeiras e Coritiba voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, no Estádio Couto Pereira, com sentimentos bem diferentes daquela partida inesquecível para o torcedor palmeirense. O que está em disputa dessa vez não é a taça, mas, sim, a possibilidade de deixar a incômoda zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O jogo em Curitiba, válido pela 10ª rodada, está previsto para começar às 21 horas.

A festa pelo título da Copa do Brasil, conquistado justamente no Couto Pereira, definitivamente acabou no Palmeiras. Tanto que desde o clássico contra o São Paulo, no último domingo, pelo Brasileirão, o assunto que rondou o clube foi a extensa lista de desfalques e a necessidade de uma vitória nesta quinta-feira para sair o mais rápido possível da zona de rebaixamento – tem apenas seis pontos em nove rodadas.

No total, 11 jogadores do grupo do técnico Luiz Felipe Scolari não poderão estar em campo diante do Coritiba. Estão fora por problemas médicos: Marcos Assunção, Barcos, Luan, Román, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Vinícius. Já os suspensos são: João Vitor, Henrique, Maikon Leite e Valdivia. E tudo isso sem contar Wesley, que se machucou há tempos.

“Nunca vi tantos desfalques assim em um time. Mas quem entrar vai dar conta do recado”, disse o atacante Betinho, que permanece no time titular enquanto o argentino Barcos se recupera de uma cirurgia de apendicite – e enquanto o recém-contratado Obina, que deverá ficar no banco de reservas no Couto Pereira, ainda busca adaptação ao novo clube.

O curioso é que nem Felipão estará “em jogo”. Ele foi suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão contra a Ponte Preta. Assim, acompanhará a partida das tribunas do Estádio Couto Pereira, deixando o auxiliar Murtosa no banco de reservas.

Em relação ao time, a dúvida é na defesa. A tendência é que Felipão escale o lateral-direito Artur improvisado na zaga, posição em que ele atuou por alguns minutos contra o São Paulo. Com isso, Cicinho voltaria ao time para ocupar a lateral. Outra possibilidade é manter Artur na lateral e colocar o jovem zagueiro Wellington na zaga.

Diante de tantos problemas, Mazinho acredita que a falta de entrosamento será o maior problema do Palmeiras. “Não estamos acostumados a jogar juntos, mas vamos ter que passar por cima disso”, avisou o atacante.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês