CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Com experiência na Holanda, goleiro corintiano aprova zaga bilíngue

Reza a teoria da boa defesa que goleiro e zagueiros precisam estar bem afinados. A tentativa do Corinthians em contratar um defensor sul-americano não brasileiro poderia prejudicar esse entrosamento. Mas, para quem já atuou na Holanda, como Cássio, a comunicação com um eventual reforço vizinho não seria problema. ‘Do português para o espanhol já é […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 18h03

Reza a teoria da boa defesa que goleiro e zagueiros precisam estar bem afinados. A tentativa do Corinthians em contratar um defensor sul-americano não brasileiro poderia prejudicar esse entrosamento. Mas, para quem já atuou na Holanda, como Cássio, a comunicação com um eventual reforço vizinho não seria problema.

‘Do português para o espanhol já é mais fácil. O difícil é do português para o holandês, porque a língua é bem diferente. Aqui no elenco temos o próprio Cachito (Ramírez, do Peru). É fácil se comunicar com ele. Eles procuram entender, aprendem nossa língua. Se vier, vai ser bem vindo, e não vamos ter dificuldade’, disse o goleiro.

O clube tentou nos últimos a contratação de José Rojas, zagueiro de 29 anos que defende o Universidad do Chile, contudo o presidente do clube chileno considerou baixa a proposta corintiana e declarou que o jogador não sai. A diretoria ainda não desistiu, ainda que o elenco tenha, ao menos em número, bastante opção para o setor.

‘Nós estamos satisfeitos, o Paulo André entrou bem (no lugar do Leandro Castán, negociado com a Roma). O Wallace, o Marquinhos e os meninos que estão subindo da base também estão bem. Acredito que não precisa contratar, mas a diretoria pode querer melhorar o time e reforçar o elenco, porque a gente pode sofrer com lesões durante o Campeonato Brasileiro’, analisou Cássio.

Na semana passada, os dirigentes falavam que não buscavam alguém para repor a perda de Castán. Era sabido, porém, que eles agiam nos bastidores, a pedido da comissão técnica, ciente de que o ex-titular foi muito importante na conquista da Copa Libertadores ao lado de Chicão.

A janela de transferências internacionais se encerra nesta sexta-feira. Apesar do pouco tempo hábil para trazer jogadores que estão atuando fora do Brasil, a diretoria segue se movimentado e tem esperança de anunciar mais uma contratação até o final da tarde de amanhã.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês