ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Com estádio lotado, Joinville encerra sequência do líder Criciúma

Joinville e Criciúma fizeram o clássico do interior de Santa Catarina neste sábado e pararam a região. Com a Arena Joinville tomada por mais de 17 mil torcedores, as equipes fizeram um primeiro tempo movimentado e repleto de chances de gol. No segundo tempo, os donos da casa tiveram paciência para segurar o ímpeto dos […]

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 18h38 - Publicado em 4 ago 2012, 18h23

Joinville e Criciúma fizeram o clássico do interior de Santa Catarina neste sábado e pararam a região. Com a Arena Joinville tomada por mais de 17 mil torcedores, as equipes fizeram um primeiro tempo movimentado e repleto de chances de gol. No segundo tempo, os donos da casa tiveram paciência para segurar o ímpeto dos visitantes e, nos contra-ataques, definiram o 3 a 1 no placar.

Suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após confusão no empate contra o Ceará, o técnico Paulo Comelli e o atacante Lucca ficaram de fora da partida. Outro desfalque importante do Tigre, comandado por Silvio Criciúma, foi o artilheiro Zé Carlos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O clássico começou aberto, com o Joinville buscando jogadas em velocidade pelas laterais e o Criciúma arriscando chutes de longe e tabelas pelo meio. Logo aos 11 minutos, cruzamento da esquerda encontrou o lateral Tarcísio, que de primeira tocou para Lima. O centroavante segurou a marcação e rolou para o meia Tiago Real tirar do goleiro e inaugurar o placar.

O gol não mudou o panorama do jogo, que continuou com os times alternando bons momentos. Aos 27 minutos, o goleiro Jhonatan recebeu bola recuada e furou o domínio, assustando a torcida da casa. Instantes depois, a resposta: Ricardinho achou Lima nas costas da defesa visitante e o centroavante bateu para ótima defesa do goleiro Doulgas Leite.

O Criciúma quase chegou ao empate em cobrança de falta do lateral Marlon, mas Jhonatan se redimiu e fez excelente defesa ao buscar a bola no ângulo. O JEC também voltou a incomodar Douglas Leite em contra-ataque puxado por Lima. O artilheiro partiu em velocidade, ameaçou o passe e tentou bater colocado no canto esquerdo, levantando a torcida na Arena.

No segundo tempo, os time não mantiveram o ritmo acelerado e a partida ficou mais tensa. Aos 17 minutos, porém, Tiago Real cobrou escanteio, Glaydson desviou para o meio e Lima bateu com estilo para fazer seu nono gol na Série B. Minutos depois, o centroavante puxou contra-ataque e abriu para o lateral direito Eduardo driblar a marcação e bater forte de esquerda no contrapé de Douglas Leite: 3 a 0.

Depois de 15 minutos, o Tigre voltou a ficar vivo no confronto. Marlon tirou Eduardo da jogada, invadiu a área e bateu de direita para fora. Na sequência, Lins, que tinha entrado no lugar de Douglas, limpou o zagueiro Maurício e, de fora da área, bateu sem chances para o goleiro Jhonatan.

A derrota por 3 a 1, no entanto, não tirou a liderança das mãos do Criciúma, já que o Vitória perdeu em casa para o Bragantino no sábado. Além do moral pela expressiva vitória no clássico, o Coelho se aproximou ainda mais do G4 da competição, ocupando o quinto lugar.

As duas equipes voltam a campo somente no próximo sábado, pela 16rodada da Série B. O Joinville viaja para o Vale do Paraíba, interior de São Paulo, onde enfrenta o Guaratinguetá, às 16h20 (de Brasília), no estádio Dario Rodrigues Leitte. No mesmo horário, o Criciúma visita o São Caetano no estádio Anacleto Campanella, no ABC Paulista.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade