CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

COI descarta referência a atentado de Munique na abertura dos Jogos

O presidente do COI, Jacques Rogge, manteve neste sábado sua oposição a qualquer ato para lembrar o 40º aniversário do massacre dos atletas israelenses nas Olimpíadas de Munique-1972 durante a cerimônia de abertura dos Jogos de Londres. “Estimamos que podemos fazer uma homenagem a estes atletas em outro contexto”, declarou Rogge em entrevista coletiva ao […]

Por Da Redação Atualizado em 16 out 2021, 12h56 - Publicado em 21 jul 2012, 20h08

O presidente do COI, Jacques Rogge, manteve neste sábado sua oposição a qualquer ato para lembrar o 40º aniversário do massacre dos atletas israelenses nas Olimpíadas de Munique-1972 durante a cerimônia de abertura dos Jogos de Londres.

“Estimamos que podemos fazer uma homenagem a estes atletas em outro contexto”, declarou Rogge em entrevista coletiva ao final de uma reunião da comissão executiva do COI.

“As cerimônias de abertura não têm um ambiente propício para este tipo de homenagem”, disse Rogge, que consultou vários países sobre a questão, incluindo os Estados Unidos, favoráveis a um minuto de silêncio na festa de inauguração dos Jogos de Londres.

Rogge destacou que o COI estará representado na cerimônia organizada pelo Comitê Olímpico de Israel durante os Jogos de Londres, e no ato previsto para Munique, no dia 5 de setembro, data da morte de onze atletas israelenses, um policial alemão e cinco terroristas palestinos.

“Lá vamos prestar homenagem a estes atletas”, concluiu.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês