CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

CBF confirma chapa única e Del Nero será novo presidente

Anúncio oficial será feito na quarta-feira, mas Del Nero só irá assumir em 2015

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 20h31 - Publicado em 14 abr 2014, 18h19

Aos 73 anos, o advogado Marco Polo Del Nero atualmente acumula os cargos de presidente da Confederação Paulista de Futebol e vice-presidente da região sudeste da CBF, além de ser membro dos comitês executivos da Fifa e da Conmebol

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou nesta segunda-feira que apenas uma chapa vai disputar a presidência da entidade, em eleição na Assembleia Geral na sede da CBF nesta quarta-feira, com início marcado para as 10 horas (primeira convocação) e 11 horas (segunda convocação). Sem oposição, Marco Polo Del Nero, único candidato, será o novo presidente. Os outros cinco membros da chapa que ocuparão os cargos de vice-presidente são José Maria Marin (atual presidente da CBF), Fernando José Macieira Sarney (filho de José Sarney e vice-presidente da região Norte da atual gestão), Gustavo Dantas Feijó (presidente da Federação Alagoana de Futebol), Delfim de Pádua Peixoto Filho (presidente da Federação Catarinense de Futebol) e Marcus Antônio Vicente (presidente da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo). Del Nero só vai assumir o cargo em abril de 2015 e permanecerá no posto até 2019.

Leia também:

Com Del Nero garantido, CBF marca eleição para o dia 16

País do futebol (e da má gestão): a Copa vem, o atraso fica

Marin diz que Ricardo Teixeira ainda ‘colabora’ com a CBF

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Teixeira mudou regras para blindar Marin e eleger Del Nero

CBF: os seis dias de caos no comando do futebol brasileiro

De acordo com o estatuto da CBF, os 27 presidentes das federações estaduais e os 20 clubes que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro têm direito a voto. Del Nero trabalhava com o apoio de pelo menos 23 federações, o que garantiria boa vantagem em caso de votação. Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e ex-subordinado de Marin e Del Nero na CBF, e José Carlos Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), chegaram a apresentar interesse em entrar na disputa, mas desistiram.

Em VEJA de 20/11/2013: O mensalinho de Marin

Salário – Mas, antes de deixar a presidência da CBF, José Maria Marin, de 83 anos, ainda realizou uma manobra política para garantir um faturamento extra na vice-presidência. Até 2013, o cargo não era remunerado. No entanto, Marin aprovou uma mudança: a remuneração de 10.000 reais mensais àqueles que ocupam o posto, conforme o jornal Folha de S.Paulo publicou em julho do ano passado. Uma das justificativas dadas pela alteração seria de que o dinheiro era uma “verba de representação”. Logo depois de assumir a presidência, Marin aumentou seu salário para cerca de 160.000 reais (Ricardo Teixeira recebia por volta de 90.000 reais) e promoveu Del Nero a assessor especial, com salário de 130.000 mensais.

Aos 73 anos, o advogado Marco Polo Del Nero acumula os cargos de presidente da Federação Paulista de Futebol e vice-presidente da região sudeste da CBF, além de ser membro dos comitês executivos da Fifa e da Conmebol.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês