CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Campeões olímpicos de handebol franceses são detidos por suspeita de manipulação de resultados

Doze suspeitos foram interrogados pela polícia, entre eles Nikola Karabatic, considerado o melhor jogador do mundo

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 09h39 - Publicado em 30 set 2012, 18h10

Oito jogadores do time de handebol do Montpellier, incluindo alguns campeões olímpicos pela seleção francesa, foram detidos neste domingo em Paris, acusados de manipularem o resultado de uma partida. A suspeita é que eles tenham perdido intencionalmente um jogo realizado em maio para beneficiar apostadores.

As detenções ocorreram depois de uma vitória sobre o Paris Saint-Germain (PSG), em jogo válido pelo Campeonato Francês. Além dos oito jogadores, outras quatro pessoas, incluindo dois jogadores do PSG, que à época do jogo suspeito faziam parte do Montpellier foram detidas pela polícia francesa. Eles passaram a tarde sendo interrogados por investigadores da polícia francesa.

O time de handebol do Montpellier foi acusado de manipulação de resultado depois de a imprensa francesa noticiar que oito jogadores, incluindo alguns da equipe campeã em Londres, perderam uma partida de forma intencional para beneficiar apostadores, alguns deles parentes dos atletas.

Entre os detidos hoje está o jogador Nikola Karabatic, que em 2011 foi eleito o melhor jogador do Mundial de Handebol da Suécia pela Federação Internacional de Handebol (IHF) e fez parte da equipe que ganhou a medalha de ouro nos jogos olímpicos de Pequim, em 2008, e Londres, neste ano.

Imagens da televisão francesa mostram Karabatic sendo levado pela polícia após a partida deste domingo junto com seus companheiros de time. A prisão aconteceu no Ginásio Pierre de Coubertin, cujo nome que homenageia o fundador dos Jogos Olímpicos da era moderna.

O jogo que levantou as suspeitas de manipulação ocorreu em 12 de maio. Na ocasião, já com o título de campeã nacional garantido por antecipação, a equipe foi surpreendentemente derrotada pelo Cesson-Rennes, por 31 a 28. As suspeitas sobre o resultado do jogo começaram quando empresa pública de loterias francesa informou que detectou antes do jogo um volume de apostas muito acima do habitual para um jogo daquele tipo.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês