Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Botafogo goleia xará da Paraíba e avança na Copa do Brasil

Time dirigido por René Simões derrotou por 4 a 2 o Botafogo-PB e vai enfrentar o surpreendente Capivariano, do interior de São Paulo

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 21h10 - Publicado em 15 abr 2015, 21h58

O Botafogo garantiu vaga na próxima fase da Copa do Brasil ao golear o Botofago-PB por 4 a 2, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Engenhão. Bill, Tomas, Willian Arão e Sassá marcaram os gols cariocas, ao passo que Gustavo, de falta, e Airton anotaram para o representante da Paraíba. Na próxima fase da competição nacional, o Botafogo vai enfrentar o surpreendente Capivariano-SP, que avançou para a segunda etapa da Copa do Brasil ao despachar o Caxias, do Rio Grande do Sul.

Leia também:

Com reservas, Santos avança na Copa do Brasil

Mesmo atuando fora de casa, a equipe paraibana deu muito trabalho ao time dirigido por René Simões, apesar de o Botafogo ter começado mais agressivo – aos três minutos, Tomas arriscou da intermediária e a bola passou por cima do travessão; um minuto depois, foi a vez de Jobson cabecear para boa defesa de Genivaldo.

Apoiado por uma pequena torcida, a equipe carioca tentava imprensar o time da Paraíba, que lutava para mostrar personalidade. O primeiro resultado veio aos nove minutos, quando a equipe nordestina completou seu primeiro ataque com chute de Gustavo que não assustou o goleiro Renan.

Aos 14 minutos, o Botafogo criou a primeira grande chance. Elvis fez ótima jogada individual e o goleiro Genivaldo evitou a conclusão, desviando para escanteio. Na cobrança, o Botafogo marcou o primeiro gol. Jobson desviou no primeiro pau e Bill, inteiramente livre, chutou duas vezes para colocar a bola nas redes paraibanas.

Em desvantagem, a equipe de João Pessoa partiu para o ataque e, aos 18 minutos, Alex Cazumba cruzou e Cassaco cabeceou para defesa fácil de Renan. A equipe visitante passou a pressionar em busca do gol do empate, mas encontrava dificuldades para fazer a bola chegar em boas condições aos atacantes. Aos 24 minutos, Rafael Oliveira recebeu pela direita e bateu forte, quase sem ângulo, mas Renan fez grande defesa, desviando para escanteio. O lateral-direito Gustavo era a principal arma da equipe paraibana. Aos 26 minutos, Renan voltou a aparecer bem em cobrança de falta executada por Alex Cazumba.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

O time alvinegro carioca passou a enfrentar problemas na armação das jogadas. Jobson e Bill quase não conseguiam tocar na bola porque Elvis e Tomas não conseguiam bons passes para os atacantes. Mesmo sem jogar bem, o Botafogo marcou o segundo gol, aos 33 minutos. Elvis fez ótimo passe para Willian Arão que investiu pela direita e cruzou. A zaga paraibana falhou e Tomas apareceu livre para colocar a bolas nas redes de Genivaldo.

Aos 36 minutos, Doda lançou André Cassaco que chegou a passar por Renan, mas perdeu o domínio da bola que ficou com o zagueiro Alisson. Aos 47 minutos, o Botafogo, da Paraíba, marcou o primeiro em bela cobrança de falta, executada por Gustavo que não deu a menor chance de defesa ao goleiro Renan.

O Botafogo carioca voltou com Rodrigo Pimpão no lugar de Jobson. E criou uma ótima chance quando Elvis fez ótimo lançamento para Tomas que enfiou o pé, mas Genivaldo fez grande defesa. O time paraibano se lançou ao ataque em busca do gol de empate e abriu espaços para os contra-ataques da equipe da casa. Aos dez minutos, Rodrigo Pimpão foi lançado em velocidade e bateu, de primeira, para boa defesa de Genivaldo.

O jogo ficou aberto, com as duas equipes buscando o gol de forma franca. Aos 14 minutos, Rodrigo Pimpão chutou cruzado e a bola bateu no braço de Zaqueu, mas a arbitragem nada marcou, apesar dos protestos da equipe carioca. Aos 23 minutos, o goleiro Renan voltou a salvar o Botafogo. Ele saiu com precisão para bloquear a conclusão de Doda que recebeu ótimo passe de Airton. Logo depois, o técnico René Simões decidiu colocar o volante Fernandes no lugar do meia Elvis e foi chamado de “burro” por parte da torcida.

Aos 26 minutos, o Botafogo marcou o terceiro gol. Rodrigo Pimpão foi lançado pela direita e cruzou para Willian Arão bater, de primeira, sem chances para o goleiro Genivaldo. O time visitante não desistiu de atacar e Rafael Oliveira voltou a assustar, ao receber na área, girar rapidamente e bateu por cima do travessão. Aos 34 minutos, o time de João Pessoa marcou o segundo gol. Carleto foi superado por Juninho na lateral esquerda e cruzou para Airton, inteiramente livre, colocar na saída de Renan.

O segundo gol entusiasmou a equipe nordestina, que passou a pressionar em busca do terceiro gol que lhe garantiria a vaga. Pressionado por uma irritada torcida, o Botafogo tentava segurar o ímpeto do adversário e buscava o quarto gol através das investidas de Rodrigo Pimpão que levava vantagem sobre seus marcadores.

Nos minutos finais, o Botafogo, da Paraíba, partiu para a pressão total, mas acabou sofrendo, aos 44 minutos, o quarto gol que trouxe a tranquilidade para a equipe de General Severiano. Luis Ricardo recuperou a bola na direita e lançou na área. O zagueiro Carlinhos falhou e Sassá não teve trabalho para definir o resultado da partida.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade