ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Bola de Prata: Fred e Conca brilham no Morumbi e sobem

Jogadores do Fluminense se destacam na 25ª rodada, enquanto o líder Cruzeiro vê seus representantes serem ultrapassados na corrida pela prêmio

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 12h16 - Publicado em 29 set 2014, 12h04

A disputa pela Bola de Prata – o mais tradicional prêmio do futebol brasileiro, oferecido pela revista PLACAR, da Editora Abril, que também publica VEJA, desde 1970 – ficou ainda mais acirrada depois da 25ª rodada, graças à vitória do Fluminense por 3 a 1 sobre o São Paulo, no sábado, Morumbi. O argentino Dario Conca, autor de um gol de falta e de uma assistência, recebeu nota 8 (a maior da rodada) e retornou ao grupo dos concorrentes à Bola de Ouro, que ainda tem Kaká como líder. O atacante Fred confirmou sua recuperação no campeonato e, com uma nota 7.5, apareceu pela primeira vez entre os melhores atacantes. Por outro lado, o líder Cruzeiro foi o maior prejudicado da rodada. Além de empatar sem gols com o Sport e ter a diferença para o vice-líder Inter reduzida para seis pontos, o time mineiro viu o meio-campista Ricardo Goulart despencar da segunda para a quinta colocação da Bola de Ouro, depois de receber uma nota 4.5. O atacante Marcelo Moreno recebeu a mesma avaliação e caiu de segundo para quarto melhor atacante.

O regulamento do prêmio

Jornalistas da revista PlACAR e do canal pago ESPN assistem a todas as partidas do Brasileirão e atribuem notas de 0 a 10 aos jogadores. Para receber a Bola de Prata, os atletas devem ter sido avaliados em pelo menos 16 partidas. Os jogadores que deixarem seu clube antes do fim do campeonato também estarão fora da disputa. Em caso de empate na nota, leva o prêmio o jogador que tiver atuado em mais partidas. Ganhará a Bola de Ouro aquele que obtiver a melhor média dentre todas as posições.

Publicidade