Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Atlético-MG x São Paulo: quem passará para as quartas?

Jogo de volta das oitavas será às 22 horas, no Estádio Independência, em BH. Time da casa defende seu favoritismo – e paulistas tentam salvar seu semestre

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 13h15 - Publicado em 8 Maio 2013, 07h24

Atlético-MG e São Paulo decidem nesta quarta-feira, a partir das 22 horas (de Brasília), em Belo Horizonte, quem leva a melhor no confronto brasileiro pelas oitavas de final da Copa Libertadores. A vantagem é do time da casa, que pode até perder por 1 a 0 depois da vitória por 2 a 1 conquistada na quinta-feira passada, no Morumbi. O time de Ronaldinho Gaúcho joga diante de sua torcida, no Estádio Independência, onde está invicto desde o ano passado – são 31 jogos desde a reabertura do estádio, com 24 vitórias e sete empates, e apenas um jogo sem marcar gols, o 0 a 0 com o Grêmio, no Campeonato Brasileiro. Com tudo isso a favor, os jogadores trabalham também a mente, para evitar o clima de “já ganhou” e manter a seriedade.

Leia também:

Libertadores: nada definido e emoção garantida na volta

Após semifinal, rivais paulistas seguem caminhos opostos

São Paulo x Atlético: festa, virada, apreensão e confiança

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Sucessor de Leóz começa bem: quer reduzir Libertadores

“A empolgação é dos torcedores. Não vejo a vantagem como algo positivo. Ao contrário, temos que ter maior atenção para não sermos surpreendidos. Fizemos um bom primeiro jogo, mas temos que esquecê-lo”, avisa o agueiro Réver. O time pode ficar sem o zagueiro Leonardo Silva, que machucou a mão no fim de semana, no jogo contra o Tombense, pela semifinal do Campeonato Mineiro, e ainda não sabe se terá condições de jogo – se não der, Gilberto Silva ocupa seu lugar. O meia Guilherme, que seria opção para o segundo tempo, também está fora, com uma lesão muscular. O resto do time é o mesmo que dominou o jogo em São Paulo a partir dos 30 minutos do primeiro tempo, após a expulsão do zagueiro Lúcio.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O veterano defensor, aliás, é só um dos desfalques certos do São Paulo, pois cumprirá suspensão automática. Além dele, estão fora Rhodolfo e Aloisio, ambos machucados. O técnico Ney Franco sabe que seu emprego está em risco, após a queda no Paulista diante do Corinthians, e coloca suas fichas na volta de Luís Fabiano, que retorna ao time depois de cumprir quatro jogos de suspensão pela expulsão no jogo contra o Arsenal, no Pacaembu. O atacante Osvaldo, que deixou o clássico de domingo ainda no primeiro tempo, com uma lesão no quadril, viajou a Belo Horizonte, mas não tem presença certa. Além do favoritismo e da invencibilidade caseira do rival, o São Paulo tem um problema a mais a superar na partida: até agora, nos quatro jogos fora de casa que fez pela Libertadores, contra Bolívar, o próprio Atlético, Arsenal e The Strongest, o time perdeu todos eles.

(Com agências EFE e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade