CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Atlético-MG vence Santa Fé e entra na briga por uma vaga

Equipe mineira derrotou o time colombiano por 2 a 0 no Estádio Independência

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 21h17 - Publicado em 10 abr 2015, 00h51

O Atlético Mineiro sabia que era preciso vencer o Independiente Santa Fé, nesta quinta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, para seguir vivo na Copa Libertadores. E mostrou em campo muita disposição e garra para ganhar por 2 a 0, pela quarta rodada do Grupo 1. Assim, o time mineiro fica na 3ª colocação da chave, com os mesmos 6 pontos dos colombianos, mas atrás nos critérios de desempate. O líder é o Colo Colo, com 9 pontos, e o lanterna é o Atlas, com 3.

LEIA TAMBÉM:

Cruzeiro vence pela Libertadores e fica mais perto da classificação

Pela quinta rodada, na próxima quarta-feira, o Atlético tem um difícil duelo contra o Atlas, no estádio Jalisco, no México. No Chile, o Colo Colo recebe o Santa Fé e uma vitória o classificará às oitavas de final. Na última rodada, no dia 22, o time mineiro jogará em casa contra os chilenos. No meio destes jogos decisivos pela Libertadores, o Atlético terá um grande desafio pelo Campeonato Mineiro. Nas semifinais, jogará nos dois próximos domingos contra o grande rival Cruzeiro. O primeiro jogo será no Independência.

O jogo – Em campo, o duelo contra o Independiente Santa Fé foi muito pegado. Os colombianos não aliviaram na hora de marcar e fizeram muitas faltas, algumas violentas. Competente, o Atlético não se intimidou e fez o primeiro gol logo no início, aos 12 minutos, com o atacante Carlos, que recebeu livre dentro da área e chutou na saída do goleiro Andres Castellanos.

Com a vantagem, o Atlético pôde jogar com mais tranquilidade e só levava alguns sustos em jogadas de bola parada dos colombianos. Na segunda etapa, um susto com a saída de Carlos por ter levado um chute na nuca em uma dividida. O atacante chegou até a entrar na ambulância para ser levado a um hospital, mas este procedimento não foi preciso e o jogador pôde até assistir aos minutos finais e ver o gol de seu substituto Guilherme, aos 45 minutos, depois de um lançamento longo do goleiro Victor.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade