CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Atlético-MG e Grêmio visitam anfitriões duros nesta quarta

Os melhores brasileiros na fase inicial da Libertadores estreiam fora de casa nas oitavas. Mineiros pegam Atlético de Medellín e gaúchos enfrentam San Lorenzo

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 20h14 - Publicado em 23 abr 2014, 09h26

Em busca do bicampeonato da Copa Libertadores, o Atlético-MG abre a sua participação nas oitavas de final nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), diante do Atlético Nacional, em Medellín, na Colômbia, tentando voltar ao Brasil com um bom resultado. Para isso, aposta na grande fase da sua defesa, mas também sabe que precisa melhorar a sua produção ofensiva. Nas últimas quatro partidas, o Atlético-MG marcou apenas um gol, no seu compromisso anterior na Libertadores (a vitória por 1 a 0 sobre o Zamora), mas também não foi vazado. O desempenho defensivo tem agradado ao técnico Paulo Autuori. Ao mesmo tempo, ele vem demonstrando apoio público aos jogadores do ataque. Com isso, a única troca feita para o duelo com o Atlético Nacional será o retorno do centroavante Jô, poupado na estreia da equipe no Brasileirão por causa de dores musculares.

Já o zagueiro Réver, mesmo recuperado de lesão, segue como opção no banco de reservas para os titulares Leonardo Silva e Otamendi. Na lateral esquerda, após fazer a sua estreia no Atlético-MG diante do Corinthians no domingo, Emerson da Conceição disputa seu primeiro jogo pelo clube na Libertadores depois de ser inscrito nas oitavas. Com a base mantida e ainda sem Josué, Dátolo e Marcos Rocha, o Atlético e Autuori esperam que o meia Ronaldinho Gaúcho e o atacante Diego Tardelli enfim brilhem nesta Libertadores, para que o time melhore o seu desempenho no ataque e consiga um resultado que lhe deixe confortável para o jogo de volta, marcado para o dia 1º de maio, em Belo Horizonte. Único time colombiano na fase de mata-mata, o Atlético Nacional já enfrentou um clube brasileiro na competição: perdeu duas vezes para o Grêmio na fase de grupos.

Leia também:

Cruzeiro comemora empate ‘com gostinho de vitória’

O Grêmio chegou às oitavas de final da Libertadores depois de passar pelo “grupo da morte”, com a segunda melhor campanha da competição, atrás apenas do Vélez Sarsfield. Mas o clima de paz e confiança acabou com a perda do título gaúcho para o rival Inter, com direito a goleada por 4 a 1 na segunda partida da decisão. Por isso, a equipe inicia o confronto com o San Lorenzo nesta quarta, às 22 horas (de Brasília), em Buenos Aires, precisando de um bom resultado para amenizar a pressão. A desconfiança sobre o time gremista aumentou com a derrota na estreia do Campeonato Brasileiro diante do Atlético-PR, no domingo, em Florianópolis. O mau momento fez com que o presidente do clube, Fábio Koff, tivesse que se pronunciar na segunda, garantindo apoio ao pressionado técnico Enderson Moreira. O cartola, porém, pediu uma atitude diferente aos jogadores.

A esperança de um melhor futebol diante do San Lorenzo tem nome: Luan. O atacante, sensação gremista na primeira fase da Libertadores, não atuou em nenhuma das partidas da decisão contra o Inter, nem diante do Atlético-PR, por causa de uma fratura na mão. Sua volta está confirmada para o jogo desta quarta e é considerada fundamental para que o Grêmio consiga um bom resultado na Argentina. Se o ataque está reforçado, a defesa do Grêmio, a melhor da Libertadores (sofreu apenas um gol em seis jogos), entrará em campo desfalcada. O zagueiro Rhodolfo, com um problema muscular na coxa direita, e o lateral-esquerdo Wendell, com entorse no tornozelo esquerdo, estão fora. Pedro Geromel e Léo Gago deverão ser os substitutos. No San Lorenzo, as ausências são o meia Romagnoli e o zagueiro Fontanini, ambos suspensos.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês