ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Após tragédia e interdição, Itaquerão reforça a segurança

Obra começa a ganhar proteção contra queda que poderia ter salvado operário

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 21h00 - Publicado em 1 abr 2014, 11h05

Um dia depois da suspensão da montagem das arquibancadas provisórias do Itaquerão, uma interdição motivada pelo acidente que matou o operário Fábio Hamilton da Cruz, de 23 anos, no último sábado, o estádio começou a receber, na manhã desta terça-feira, proteções contra queda para aumentar a segurança dos trabalhadores que atuam em locais mais altos da arena, que será palco do jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. A ordem para a instalação das proteções partiu de auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo.

Leia também:

Fiscais do trabalho interditam Itaquerão depois de morte

Morre operário que caiu no Itaquerão; Copa tem 8 vítimas

Na Fifa, preocupação com entrega do Itaquerão só cresce

Corinthians pretende entregar Itaquerão só no fim do prazo

Ainda não se sabe, porém, quando o processo de montagem das arquibancadas provisórias no estádio (são dois setores, atrás dos gols) poderá ser reiniciado. Os trabalhos nos demais setores da obra do estádio e no seu entorno prosseguiram normalmente na manhã desta terça, mas a nova interdição deve atrasar ainda mais a entrega da arena à Fifa. A obra deveria ter sido finalizada em 31 de dezembro, mas o prazo foi adiado para 15 de abril, depois que dois operários morreram em um outro acidente, ocorrido em 27 de novembro do ano passado, após a queda de um guindaste que erguia peças da cobertura. Na ocasião, a obra ficou parada cinco dias.

Neste novo acidente, Fábio Hamilton da Cruz morreu após cair de uma altura de aproximadamente oito metros. A polícia começou a investigar as causas do ocorrido, e testemunhas alegam que o operário não usava os equipamentos de segurança obrigatórios. Já parentes da vítima apontam que a mesma não tinha qualificação profissional para exercer esse tipo de função. Por causa do impasse relacionado ao financiamento das estruturas provisórias do Itaquerão, como camarotes e estruturas de tecnologia da informação, a Fifa espera receber a entrega do estádio apenas em 15 de maio, menos de um mês antes da abertura da Copa.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade