CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Anderson Silva: ‘Estava devendo isso para os brasileiros’

Astro do MMA se diz feliz (e pressionado) por lutar de novo em casa no UFC Rio

Por Pollyane Lima e Silva, do Rio de Janeiro Atualizado em 8 out 2021, 10h20 - Publicado em 20 set 2012, 18h34

“Bonnar vai estar mais pesado, mais forte. É um atleta completo, então tenho que tomar cuidado, porque eu vou estar mais lento. Mas estou treinando duro e espero conseguir fazer uma luta bacana. Devo isso aos meus fãs”, disse Anderson

Para salvar um card que parecia condenado ao fracasso depois das contusões de José Aldo, que colocaria em jogo o cinturão dos penas, e Rampage Jackson, que pegaria o brasileiro Glover Teixeira, Anderson Silva e Rodrigo Minotauro, dois ícones do MMA no país, aceitaram o desafio de voltar a lutar em casa, no Rio de Janeiro, diante da torcida – e sob muita pressão. Para o Spider, que enfrenta Stephan Bonnar, essa é a oportunidade de retribuir o carinho e a força que recebeu em Las Vegas, quando nocauteou Chael Sonnen, depois de muita provocação de ambos os lados, num combate que originalmente estava marcado para acontecer no país. “Acho que estava devendo isso para todos os brasileiros”, disse ele nesta quinta-feira, no Rio. Anderson admite certo receio com a cobrança e a expectativa do torcedor, ainda que seu cinturão não esteja em jogo. “Lutar no Brasil é sempre bom, mas eu fico super nervoso. Ser um atleta brasileiro não é muito fácil. Você tem reconhecimento, mas também é muito cobrado”, afirmou o ídolo.

Leia também:

Ao salvar show, Anderson reforça status de herói do UFC

Sonnen – quem diria – fez bem a Anderson Silva

‘É difícil fazer algo acontecer aqui no Brasil’, diz Dana White

Simule um combate no UFC

Simulador de lutas do UFC
Simulador de lutas do UFC VEJA


Quem venceria um duelo entre Jon Jones e Anderson Silva? E uma luta entre o Spider e Georges St-Pierre? Faça a simulação dos combates e saiba quem tem mais chances. Acesse o infográfico e confira as notas dos lutadores

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Já Minotauro tem enfrentado provocações do oponente, que já disse que vai finalizá-lo e forçar a aposentadoria do brasileiro de 36 anos. “Nada é impossível. Mas a chance de eu finalizá-lo é muito maior. Ele é grande, a boca dele é maior ainda. Isso é gasolina, e eu adoro, acho super motivante. Hoje mesmo treinei pensando nisso. Como diria Luiz Dórea (um dos principais treinadores de MMA e boxe do país): ‘Bate na boca dele para ele parar de falar’”, brinca ele, que garante estar 100% preparado fisicamente para a luta. Aposentadoria? Por enquanto, nem pensar, garante o atleta. “No dia em que eu não estiver treinando bem, com certeza vou dar meu passo atrás. Mas não imagino isso agora. No momento, penso só na superação.” Minotauro chegará para a luta depois de um longo período de recuperação. No fim do ano passado, ele foi submetido a uma cirurgia no braço para a colocação de uma pequena barra de ferro e dezesseis parafusos, por causa de uma fratura sofrida na derrota para o americano Frank Mir.

Belfort x Jones – Os dois lutadores brasileiros também aproveitaram a entrevista coletiva promovida pelo UFC no Rio para comentar a luta de Vitor Belfort, que enfrenta o atual campeão dos meio-pesados, Jon Jones, em Toronto, no Canadá, no sábado, valendo o cinturão. Para muitos especialistas, uma vitória de Belfort seria uma surpresa (no quadro abaixo, as grandes zebras da história do MMA), mas os ídolos brasileiros discordam. “Não tenho previsão. Vai ser uma luta dura. Jon Jones está em um momento muito bom, mas a gente tem de confiar, as mãos do Vitor são muito rápidas. Ele é um cara completo e se aplicar uma boa tática pode ganhar. Minha torcida é dele, sou brasileiro”, falou Minotauro. Anderson, que já nocauteou Belfort e mantém uma relação bem menos cordial com o colega, também disse estar torcendo por ele. Mas não perdeu a oportunidade de fazer uma graça, quando perguntado sobre o que o brasileiro precisaria fazer para vencer Jones: “Fecha o olho, faz uma oração e cai para dentro”.

http://www.youtube.com/embed/lVOJ7B-E678?rel=0
Fabricio Werdum x Fedor Emelianenko

http://www.youtube.com/embed/jNV-IYWLX9w?rel=0
Rameau Thierry Sokoudjou x Rogerio Minotouro

http://www.youtube.com/embed/199Ts4MZEiM?rel=0
Gabriel Napão x Mirko Cro Cop

Mark Coleman, ex-lutador do UFC
Mark Coleman, ex-lutador do UFC VEJA

http://www.youtube.com/embed/0iGj9uXDJrA?rel=0
Matt Serra x Georges St. Pierre

http://www.youtube.com/embed/WF8Wgtydxx8?rel=0
Forrest Griffin x Mauricio Shogun

B.J. Penn (à esq.) e Frankie Edgar
B.J. Penn (à esq.) e Frankie Edgar VEJA

Leia também:

‘Esperava que Sonnen fosse mais inteligente’, diz Anderson Silva

‘Eu apanhei de Júnior Cigano. Mas quero minha revanche’

UFC confirma: quer Anderson lutando em estádio nos EUA

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

MELHOR
OFERTA

Digital no App