CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Santos se desculpa por agressões de torcedores e promete expulsar sócio

Peixe deu o nome de cinco envolvidos em invasão e diz que cobrará deles eventuais prejuízos financeiros; clube não citou o goleiro Cássio, agredido

Por Da redação Atualizado em 14 jul 2022, 14h40 - Publicado em 14 jul 2022, 14h11

O Santos se manifestou no início da tarde desta quinta-feira, 14, para se desculpar pelos episódios ocorridos segundos após o término da partida diante do Corinthians, na Vila Belmiro, que terminou com vitória por 1 a 0 da equipe, mas eliminação da Copa do Brasil. O episódio ganhou enorme repercussão pela agressão de um torcedor do clube ao goleiro Cássio, ainda no gramado.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Em nota, o clube pede desculpas à torcida, atletas do Timão, CBF e ao público em geral que assistiu aos atos. Apesar disso, não menciona diretamente o goleiro adversário, principal alvo de violência.

O Peixe ainda diz que eventuais danos financeiros serão cobrados judicialmente dos cinco infratores identificados, um deles Gabriel Andrade de Santos, que será expulso do quadro de associados.

Além de Gabriel, o clube forneceu o nome de mais quatro envolvidos: Leonardo Valeriano de Souza, Lucas da Silva Ramos, Cristopher Barbosa Barcelos e Matheus da Silva Pereira.

“O Santos FC lamenta os fatos ocorridos ao final da partida contra o Corinthians, na noite de quarta-feira (13), na Vila Belmiro. O Clube não pode compactuar com atitudes agressivas, contra tudo o que o esporte prega, e lamenta ter sido palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais”, inicia dizendo.

“Destes sete, o Santos FC já identificou que Gabriel Andrade dos Santos pertence ao quadro de sócios do Clube e iniciará o processo de expulsão. Eventuais danos financeiros que o Clube venha a sofrer, em razão dessa ocorrência, serão cobrados judicialmente dos infratores. O Santos FC se desculpa com toda a sua torcida, com os atletas do time adversário, com a CBF e com o público em geral que assistiu a esses atos inaceitáveis”, completa no final

O torcedor que tentou agredir Cássio, mas não conseguiu acertá-lo em cheio, pois foi contido por seguranças e também por Marcos Leonardo, atacante do Santos e autor do gol do clássico. O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, lamentou o ocorrido:

“Fico triste pela derrota do Santos, mas o que mais me entristeceu foi ver a atitude desse torcedor. No calor do momento é onde tomamos atitudes que nos fazem se arrepender e nos deixam com vergonha. Espero que isso sirva de lição pra todos os torcedores!”, escreveu Neymar, que atuou profissionalmente pelo Santos entre 2009 e 2013.

Depois da partida, Marcos Leonardo também comentou o episódio e explicou sua atitude em entrevista coletiva. “Eu vi o torcedor vindo ali, eu estava de frente. Tentei proteger o Cássio. Não preciso nem falar da pessoa dele, é um fenômeno que defende o Corinthians. Tentei defendê-lo”, disse. “Não quero para ele o que não quero para mim. Meus pais me ensinaram a sempre defender o próximo”, completou o jovem atacante, que recebeu elogios de torcedores corintianos nas redes sociais, inclusive da esposa do próprio Cássio, Janara Sackl.

Continua após a publicidade

“Parabéns e obrigada ao menino Marcos Leonardo (atleta do Santos). Você foi fundamental para diminuir a chance de acontecer algo pior! Usado por Deus! Que Ele continue abençoando a sua vida e de toda a sua família”, escreveu. Ela, no entanto, se disse horrorizada com as cenas na Vila Belmiro e lembrou das ameaças que ela e o goleiro sofreram há alguns meses de torcedores do próprio Corinthians.

“Covarde! Há exatos três meses, eu desativei minha conta devido a ameaças proferidas a mim e a minha família. E não, não se tratava de uma brincadeira de mau gosto de algum adolescente. Se tratava de um criminoso já com duas passagens pela polícia. Três meses depois, meu marido sofre uma tentativa de agressão na Vila Belmiro por um torcedor rival. Que Deus tenha misericórdia desse cidadão! Covarde! E essas bombas que estavam estourando arás do gol do meu marido? E se tivesse acerto ele? Respeitem o trabalho destes homens. Para muitos pode ser diversão, mas para os nossos maridos é profissão”, acrescentou Janara.

O Corinthians divulgou nota oficial contra o que chamou de “inaceitável violência” e cobrou punição. “O Corinthians lamenta e considera inaceitável a violência sofrida por nossos atletas e comissão técnica nesta quarta-feira (13), na Vila Belmiro, após o fim da partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 2022. Bombas, invasão de campo e agressão aos nossos jogadores tornaram perigosa a saída de campo, que foi dominada por um clima extremamente hostil. Passado o susto, todos nossos profissionais estão em segurança. Cobraremos as medidas e punições cabíveis para que cenas como estas não se repitam”.

Por conta do episódio, seguindo as normas do STJD, o Santos pode perder até 10 mandos de campo e pagar uma multa de até 100.000 reais.

Confira a nota completa do Santos sobre o caso:

Sobre os fatos ocorridos ao final da partida Santos x Corinthians pela Copa do Brasil na Vila Belmiro:

O Santos FC lamenta os fatos ocorridos ao final da partida contra o Corinthians, na noite de quarta-feira (13), na Vila Belmiro. O Clube não pode compactuar com atitudes agressivas, contra tudo o que o esporte prega, e lamenta ter sido palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais.

Leonardo Valeriano de Souza, Roberto Henrique Sabioni, Tiago Rodrigues de Souza, Lucas da Silva Ramos, Cristopher Barbosa Barcelos, Matheus da Silva Pereira e Gabriel Andrade dos Santos foram detidos e identificados pela Polícia Militar, já tendo sido elaborados os respectivos Boletins de Ocorrência com a aplicação de pena restritiva de direitos aos mesmos, consistente em multa pecuniária em favor do Estado, denúncia junto ao Ministério Público.

Destes sete, o Santos FC já identificou que Gabriel Andrade dos Santos pertence ao quadro de sócios do Clube e iniciará o processo de expulsão. Eventuais danos financeiros que o Clube venha a sofrer, em razão dessa ocorrência, serão cobrados judicialmente dos infratores.

O Santos FC se desculpa com toda a sua torcida, com os atletas do time adversário, com a CBF e com o público em geral que assistiu a esses atos inaceitáveis.

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês