CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Atlético-MG denuncia ameaças e pede segurança extra para jogo com Flamengo

Documento foi enviado à CBF, polícia do Rio de Janeiro, MP e também à equipe carioca; clube já havia notificado o STJD por declarações de Gabigol

Por Da redação Atualizado em 29 jun 2022, 15h38 - Publicado em 29 jun 2022, 15h36

A duas semanas do confronto decisivo pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Atlético-MG teme por problemas. Nesta terça-feira, 28, o clube enviou um ofício à CBF (Confederação Brasileira de Futebol), ao Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, ao Ministério Público e ao Flamengo pedindo reforço na segurança de jogadores, comissão técnica e dos torcedores atleticanos que estarão no Rio de Janeiro para a partida no Maracanã, no próximo dia 13 de julho.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O jogo de ida, no Mineirão, em Belo Horizonte, no último dia 22, foi vencido pelo Galo por 2 a 1 e marcado por intensas provocações nos bastidores desencadeada pelas declarações do atacante Gabigol, do Flamengo, acusado formalmente pelos mineiros de incitar a violência pelas declarações dadas logo ao fim do confronto.

“Agora temos outro final de semana e depois vamos para a Libertadores. Quando eles forem para lá vão conhecer o que é pressão e o que é inferno”, disse o jogador.

No documento enviado, o clube mineiro solicita medidas mais combativas de segurança e apresenta prints de redes sociais de ameaças de torcedores e de torcidas organizadas do Flamengo à torcedores e jogadores atleticanos.

Continua após a publicidade

“O clube requer o apoio dos órgãos para resguardar a segurança e a integridade física de seus torcedores e de sua comissão técnica, já que há inúmeras ameaças de torcedores rubro-negros nas redes sociais, incitando a violência e indicando que a torcida atleticana será recebida com grande violência no dia do evento”, diz em um trecho.

“Pelo exposto considerando as ameaças públicas da Torcida Jovem Fla e de outros torcedores rubro-negros, pede o Clube Atlético-MG que esse D. Instituto, em conjunto com o MPRJ e as polícias Militar e Civil do Rio de Janeiro e o Flamengo (na condição de mandante da partida), reforce a segurança da partida”, conclui em outro momento.

Publicação de ódio de uma das organizadas do Flamengo -
Publicação de ódio de uma das organizadas do Flamengo – Reprodução/Instagram

Este é o segundo documento enviado pelo Atlético-MG sobre um possível caráter violento da partida de volta. Isso porque pela frase de Gabigol, o Galo enviou uma notificação de infração ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Até o momento, mais de 52.000 ingressos foram vendidos para o confronto, que decide vaga nas quartas de final da Copa do Brasil.

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês