CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Paulo Cezar Caju O papo reto do craque que joga contra o lugar-comum

Cera é cada vez mais descarada, mas futebol está valorizado. Quem entende?

Na minha época, a gente dava show de verdade, a bola rolava quase o tempo todo e o reconhecimento era mínimo

Por Paulo Cezar Caju 23 Maio 2022, 16h58

Sei que já abordei o tema aqui algumas vezes, mas rodada após rodada os jogadores parecem mais descarados. O tempo de bola rolando está cada vez menor, e os árbitros não fazem nada para se impor. A cada falta, forma-se uma roda de reclamação; a cada defesa, são minutos perdidos de atendimento médico destinado ao goleiro; e por aí vai. Os treinadores, que deveriam dar o exemplo, vivem xingando na beira do campo e, às vezes, até orientam os jogadores a caírem para ganhar tempo.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

O pior de tudo é que esse é um problema mundial e, incrivelmente, o futebol está cada dia mais valorizado. Na minha época, modéstia à parte, a gente dava show de verdade, a bola rolava quase o tempo todo e o reconhecimento era mínimo. Como exemplo, posso citar o Fusquinha que ganhei de premiação após o histórico tri mundial.

Hoje, abro o jornal e leio que Mbappé renovou com o PSG por não sei quantos milhões de euros, o maior salário da história. Acho que foi a melhor decisão possível para o atacante, não só pela questão financeira, mas também por estar em seu país em ano de Copa Mundo. Além disso, ele é muito jovem e terá tempo para respirar novos ares no futuro.

Por fim, gostaria de parabenizar o Guardiola pelo título inglês. Podem falar o que quiser, que ele foi eliminado da Champions, mas é impressionante a capacidade dele de jogar um futebol coletivo, sem medo do adversário. Foi assim no Barcelona, no Bayern de Munique e agora no Manchester City. O campeonato inglês é o mais disputado do mundo, com craques de todos os continentes, o Liverpool quase não desperdiça pontos, e levantar esse caneco não é para qualquer um.

Continua após a publicidade

Nos últimos cinco anos, foram quatro conquistas de Guardiola pelo City. Se analisar a carreira toda, foram 10 ligas conquistadas em 13 temporadas de trabalho. Precisar dizer algo mais? É hoje, sem dúvidas, o melhor treinador do mundo!

Pep Guardiola está desde 2016 no comando do Manchester City
Guardiola ganhou quatro das últimas cinco edições da Premier League –  Manchester City/Twitter

Pérolas da semana:

“Para baixar a marcação e flutuar no 4-5-1, o treinador mandou o time abrir a caixa de ferramentas, evitando o perigo, e conseguiu fazer o atacante dar uma chapada banana e guardar a bola na casinha”.

“Com leitura de posicionamento, jogando pela ala direita, o jogador de beirinha tenta uma infiltração mecânica ofensiva, mordendo o tempo inteiro e revezando com o falso 9 para aproveitar a bola espetada”.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês