CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Publicidade
O Comentarista do Futuro Ele volta no tempo para dar aos torcedores (alerta de!) spoilers do que ainda vai acontecer
1982: cronista se dá conta de que outras goleadas com este placar, sobre a mesma Nova Zelândia (2006) e Polônia (1986), precederão novas decepções em Copas
1932: Cronista vai a jogo do Bonsucesso em que Leônidas da Silva marca seu primeiro Gol de Bicicleta e revela futuro do craque com méritos não reconhecidos
Na missão de salvar o ‘Futebol Arte’, cronista vai ao segundo jogo e consegue papear com Sócrates, enviando novos sinais cifrados da Tragédia de Sarriá
Cronista viaja até 1982 para salvar o Futebol Arte e, já na estreia do Brasil, envia sinais cifrados à Seleção, um alerta sobre Tragédia de Sarriá
1985: na volta de Zico ao Flamengo, cronista vê o folclórico atacante brilhar mais que Maradona e "Uruba", criado pra representar o torcedor sofrido
Às vésperas de Escócia x Ucrânia, Cronista vai à 'final da Copa de 1942' e dá ‘spoilers’ sobre futuros conflitos armados que vão ‘entrar em campo’
Cronista vai ao Santos 7 x 6 Palmeiras que teria matado 5 torcedores de infarto e conecta o placar aos destaques do ano, como Bossa Nova e Brasil Campeão
Comentarista vai à final de 1986, entre Guarani e São Paulo, e dá ‘spoilers’ sobre as futuras listas apontando melhores e piores partidas de todos os tempos 
Volta da Portuguesa inspira Comentarista a ir até 2013 investigar queda misteriosa por escalação irregular e protestar contra os ‘arquivos secretos’ da Bola
Comentarista vai a 2000, no épico Vasco 4 x 3 Palmeiras dar ‘spoilers’ sobre os altos e baixos na vida e no Futebol
Indignado com pouco reconhecimento ao craque, cronista vai ao Brasil x Dinamarca de 1998, que assistira deixando UTI, após susto no seu coração de torcedor
Comentarista do Futuro vai ao ‘maior jogo do mundo’, na final do Brasileiro de 1962, e leva notícias do futuro sobre melhores e piores times do mundo 
Já que Galo e América jogam na Libertadores, Comentarista vai a 1948 ver guarda desviar bola do título e revelar o futuro da Sorte e dos mascotes no futebol
Desconfiado da lendária jogada que ‘ninguém viu’, Comentarista vai a 1961 munido de um celular para filmar o lance de Pelé no Santos x Fluminense
Comentarista vai a 2014 investigar ‘Teorias da Conspiração’ e, com ‘distanciamento emocional’, enxerga detalhes e confirma suspeitas que explicam a goleada
Viajante deixa 2022 em meio ao conflito na Ucrânia e vai a 1914, em plena I Guerra, ver 1º jogo noturno no Brasil, em Vila Isabel, terra de samba e poesia
Comentarista vai testemunhar o show de Romário no último jogo das Eliminatórias de 1993 e dá ‘spoilers’ sobre teimosia de técnicos e ‘salvadores da pátria’
No Dia da Mulher, Comentarista vai à final do primeiro Carioca de futebol feminino (1983, título do Radar) e dá recado aos ‘machistas de plantão’
Comentarista vai ao primeiro jogo na Folia, a estreia de Rivellino no Fluminense (4 x 1 Corinthians) em 1975, e dá spoilers sobre tabelinha samba e futebol
Na largada da Copa do Brasil, Comentarista vai a 2004, no título do Santo André (2 x 0 Flamengo), e faz alerta sobre riscos do ‘patamar’ no futebol nacional
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês