CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Gabigol e Pedro juntos: rendimento de campeão e mais de um gol por jogo

Em duas temporadas e meia, atacantes fizeram apenas 18 jogos juntos como titulares, mas apresentam números favoráveis

Por Leandro Miranda Atualizado em 14 jul 2022, 18h07 - Publicado em 15 jul 2022, 04h00

Desde que Pedro chegou a um Flamengo multicampeão no início de 2020, comprado da Fiorentina por 87 milhões de reais, a pergunta persiste: ele e Gabigol podem jogar juntos? As últimas partidas sob o comando de Dorival Júnior mostram que sim. Mas não é só isso: os números de quando a dupla inicia como titular, apesar da baixa amostragem, indicam que a (por enquanto) rara parceria pode render bons frutos.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Em duas temporadas e meia, foram apenas 18 jogos com os dois artilheiros como titulares. Dessas partidas, o Flamengo venceu 14, empatou três e perdeu só uma – um aproveitamento de 83,3%, suficiente para ser campeão brasileiro em qualquer edição dos pontos corridos.

Com Dorival, há apenas um mês no comando do clube, os dois já iniciaram juntos três jogos, com três vitórias – a última delas, por 2 a 0 sobre o Atlético Mineiro, no Maracanã, garantiu a passagem para as quartas de final da Copa do Brasil. A lesão recente de Bruno Henrique, parceiro mais comum de Gabigol no ataque, também facilitou a consolidação de Pedro entre os titulares.

Continua após a publicidade

Nessas 18 partidas, a dupla registra média superior a um gol por jogo: foram 19 gols (dez de Pedro, nove de Gabi). Além disso, Pedro deu seis assistências, sendo três delas para gols do companheiro de ataque, enquanto Gabigol deu três passes decisivos – um deles, para Pedro balançar a rede.

Para fazer com que os dois atuem próximos das posições preferidas, centralizados na frente, Dorival mudou o sistema do Flamengo para um 4-4-2 em losango. Contra o Atlético, por exemplo, Thiago Maia foi o primeiro volante à frente da zaga, com Everton Ribeiro à direita e João Gomes à esquerda; Arrascaeta foi o meia de ligação, com liberdade para se movimentar por trás da dupla de ataque, e fez os dois gols do jogo, com duas assistências de Pedro.

“Sempre discordei de que Gabriel e Pedro não podem jogar juntos”, disse Dorival após a partida. “Eles estão se encontrando. Ele (Gabi) não deixou de ser letal. É questão de tempo para o encaixe mesmo acontecer. Eu acho que os dois podem atuar juntos e vou continuar acreditando até o fim”.

Os números do Flamengo com Pedro e Gabigol começando juntos:

  • 18 jogos
  • 14 vitórias
  • 3 empates
  • 1 derrota
  • 10 gols de Pedro
  • 6 assistências de Pedro (3 para Gabi)
  • 9 gols de Gabi
  • 3 assistências de Gabi (1 para Pedro)

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês