CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Corinthians será julgado por cantos homofóbicos e pode perder pontos

Caso apenado, Timão pode ter que pagar multa entre 100 e 100.000 reais devido as manifestações da torcida; julgamento será na próxima quinta, 23

Por Da redação Atualizado em 16 jun 2022, 19h29 - Publicado em 16 jun 2022, 19h12

O Corinthians foi denunciado nesta quinta-feira, 16, pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por conta dos gritos homofóbicos de parte de sua torcida no empate por 1 a 1 no clássico contra o São Paulo, no último dia 22 de maio. O julgamento acontecerá no próximo dia 23. Caso apenado, o clube terá que pagar multa entre 100 e 100.000 reais, além do risco de perder pontos.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

A procuradoria do tribunal enquadrou o Timão no artigo 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) que impõe penas para a prática de “ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Logo após o clássico, o presidente Duílio Monteiro Alves declarou ser contrário aos cantos e disse ter instruído operadores de som e de imagem do estádio a reproduzirem frases inibindo as manifestações.

Continua após a publicidade

“O futebol está mudando no próprio jogo, hoje depois dos avisos a torcida mudou o canto. Temos que insistir, vocês são importantes nisso para que a gente acabe com qualquer tipo de discriminação. Estamos em 2022, isso não faz sentido”, afirmou na ocasião.

O time também se manifestou por meio de nota oficial. “Quanto aos cantos homofóbicos relatados na súmula, o Corinthians reafirma o repúdio a tal prática. Vale lembrar que o clube alerta continuamente sua torcida, por meio de suas redes sociais e do sistema de som e de telões da Neo Química Arena para a ilegalidade desses comportamentos inaceitáveis. Fica aqui mais uma vez o pedido à Fiel Torcida para que esses atos não se repitam em nossa arena. Atenciosamente, Sport Club Corinthians Paulista.”

Na súmula da partida, o árbitro Wilton Pereira de Sampaio ainda registrou uma série de ocorrências como moedas e um isqueiro arremessadores do campo, além da paralisação da partida devido a sinalizadores.

Recentemente, o clube se manifestou após ser alvo de atos racistas envolvendo torcedores do Boca Juniors nos confrontos de ida e volta pela fase de grupos da Libertadores. Na ocasião, anunciou ter feito reclamação formal à Conmebol.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês