CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Alemão, Pedro Henrique e De Pena: as soluções do Inter de Mano

Com reforços pouco conhecidos do público, Colorado se consolidou na ampla briga pelo título do Campeonato Brasileiro e está nas quartas da Sul-Americana

Por Da redação Atualizado em 21 jul 2022, 12h06 - Publicado em 21 jul 2022, 10h13

Depois de empatar por 3 a 3 com o São Paulo, na última quarta-feira, 20, no Beira-Rio, o Internacional perdeu a chance de se aproximar ainda mais da liderança do Campeonato Brasileiro. Porém, mais uma boa partida das peças de ataque confirmou a importância de Alemão, Pedro Henrique e De Pena na briga da equipe de Mano Menezes pelos títulos da competição nacional e da Sul-Americana.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O confronto foi repleto de ofensividade e eficiência dos ataques. Pedro Henrique marcou dois gols, e Edenílson fez o outro do Inter, após Alemão sofrer pênalti. O uruguaio Carlos De Pena anotou uma assistência no duelo. O trio, consolidado com o treinador Mano Menezes, mostrou-se uma solução para a temporada colorada.

Pedro Henrique é a peça que atua pelo lado direito do ataque do Inter. Jogador de 32 anos, chegou a Porto Alegre nesta temporada, desconhecido pelo público brasileiro. O atacante, que deixou o Caxias em 2011, passou por Zurich (Suíça), Rennes (França), PAOK (Grécia), Qarabag (Azerbaijão), Astana (Cazaquistão), Kayserispor e Sivasspor (Turquia) antes de retornar ao futebol nacional. Já marcou três gols e deu duas assistências no Brasileirão.

Continua após a publicidade

De Pena é outra peça que, após temporadas de futebol europeu, retornou ao continente sul-americano pouco conhecido e faz bom ano. Escalado como volante ou meia pela esquerda, o uruguaio de 30 anos é o líder de assistências da equipe no Campeonato Brasileiro, com três. O meio-campista passou por Middlesbrough (Inglaterra), Real Oviedo (Espanha) e Dínamo de Kiev (Ucrânia) antes de chegar ao Inter.

Alemão, com 24 anos, é o mais jovem entre os três. Responsável por desempenhar a função mais centralizada no ataque, o atacante rodou sem grande destaque por times do Sul como Avaí, Criciúma e Novo Hamburgo antes de ser contratado pelo Internacional. Ganhou espaço com o rendimento abaixo do esperado do badalado Wesley Moraes e agarrou a vaga. Tem três gols e duas assistências neste Brasileirão.

Mano, ainda assim, ainda busca novas soluções. Em coletiva depois de jogo da última quarta-feira, 20, o técnico voltou a admitir que deseja um centroavante, apesar da irritação com o tema: “Esse assunto do centroavante já deu, né? O que posso dizer é que seguimos na busca, mas o assunto já se tornou cansativo”.

A PLACAR, o presidente do Inter, Alessandro Barcelos, detalhou sua estratégia de mercado e admitiu o objetivo de fazer mais contratações nesta janela. “Tem sido muito importante o trabalho do clube com as suas estruturas, como o Centro de Análise e Prospecção de Atletas, e o projeto feito junto com a direção. Buscamos jogadores importantes com contratos por terminar ou a possibilidade de aproveitar algum atleta do Leste Europeu que estivesse retornando ao Brasil. Trabalhamos muito forte nisso e agora a ideia é também ampliar a qualidade do grupo na janela de julho”

“Trabalhamos nessa janela com uma mudança mais profunda no elenco, que não foi possível fazer no ano passado devido ao calendário de 2020 que invadiu 2021. Disputamos o Brasileirão até a última rodada e conseguimos, agora, nessa janela, fazer algumas mudanças importantes para a equipe”, completou.

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês