Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês
Entorta-Varal

Por que o Venezia está jogando sem seu escudo na camisa

De volta à Série A, clube do norte do país foi surpreendido com uma norma sobre os uniformes do Campeonato Italiano

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 14h05 - Publicado em 23 ago 2021, 12h31

O Venezia retornou à elite italiana após quase duas décadas em 2021 e caprichou na renovação de sua identidade visual. Além de trocar de fornecedora de material esportivo (saiu Nike e entrou Kappa), o time apresentou um novo escudo, dando maior destaque ao Leão de São Marcos, o animal alado símbolo da cidade ao norte do país. O problema é que, ao menos até o momento, o novo emblema não pôde ser visto em campo.

Camisas sem escudo têm causado controvérsia depois que a Puma lançou um inovador layout de terceiro uniforme na qual o símbolo do time é trocado por seu nome escrito por extenso, em letras garrafais, no peito da camisa. O mesmo tem acontecido com o Veneza, mas contra a vontade do clube.

O problema é que a equipe italiana também escreveu seu nome por extenso no centro do uniforme e, de acordo com as normas da Série A e da Copa Itália, isso corresponde a uma logomarca – e é proibido ter mais de uma na camisa. Em anos anteriores, enquanto era patrocinado pela Nike, o Venezia também estampava seu nome na camisa, um pouco mais abaixo, no local onde geralmente se encontra o patrocínio máster das camisas.

Uniformes do Venezia FC, em tons predominantes de preto ou branco, com listras laranjas e verde s -
Uniformes do Venezia FC, em tons predominantes de preto ou branco, com listras laranjas e verde s – Venezia FC/Divulgação

“O emblema da sociedade pode ser aplicado de forma bordada, impressa, escrita, etc, uma única vez na camisa, uma vez no short, uma vez em cada meia e uma vez em cada (…)” diz um dos trechos do artigo 5 do regulamento de uniformes de jogo da temporada 2021/2022. O Venezia ainda busca uma solução para o caso, mas por ora prefere manter a escrita na camisa e o escudo no calção.

Recentemente, outra norma do futebol italiano causou controvérsia: a proibição de uniformes reservas na cor verde, por supostamente dificultar a visualização em campo e por atrapalhar a inserção de propagandas publicitárias. A medida passa a valer na temporada 2022/2023.

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade