Placar

Assine!
Patrocinadores Abril na Copa

Santos

Santos confirma acerto, e Neto é o primeiro reforço para 2013

Zagueiro pertencia ao Guarani e assinou com o Peixe até o final de 2014

Por: Gazeta Press

PLACAR

Neto gazeta
Neto, ex-Bugre, assinou com o Santos, que já mantinha interesse no jogador desde o início do ano | Crédito: Foto: Gazeta Press

 

Após ser liberado para fazer exames médicos no Santos, o zagueiro Neto, que estava no Guarani, esteve na tarde desta quinta-feira  no CT Rei Pelé. O defensor, de 27 anos, foi aprovado nos testes realizados pelo departamento médico santista, e já assinou contrato com o seu novo clube.

O acordo de Neto com o Peixe é válido até o final de 2014. O clube praiano confirmou o acerto, mas não revelou a quantia desembolsada pela totalidade dos direitos econômicos do jogador.

O interesse dos alvinegros por Neto já havia ocorrido, em um primeiro momento, durante a disputa do último Campeonato Paulista. Isto porque, a atuação de Neto contra o Santos, em duelo válido ainda pela primeira fase da competição estadual, agradou ao técnico Muricy Ramalho. O treinador do Peixe, então, conversou com o comandante do Bugre, Vadão, sobre o atleta.

As duas equipes preferiram deixar as conversas sobre uma possível negociação para depois da disputa do Paulistão, vencido pelos santistas contra o próprio Guarani. Porém, uma lesão na coxa direita deixou Neto dois meses parado e o interesse do clube praiano esfriou.

No entanto, com o planejamento para 2013 em curso, com a remontagem do elenco para a próxima temporada, as tratativas foram retomadas e o jogador, enfim, irá vestir a camisa do Peixe.

Fora Neto, a diretoria santista promete intensificar contatos para reforçar ainda mais o grupo visando o ano que vem. Os atacantes Robinho, do Milan (Itália), e Nenê, do Paris Saint-Germain (França), que já tiveram passagens pela Vila Belmiro, interessam. Os meias Renato Augusto, do Bayer Leverkusen (Alemanha), e Diego Souza, do Al-Ittihad (Arábia Saudita), que está em litígio com o seu atual clube, alegando atraso de salários, são outros nomes na pauta da cúpula alvinegra.