Placar

Assine!

Laor pede convocação de Emerson à seleção, mas Sheik é do Catar

Sheik não pode jogar com a amarelinha por conta das regras da Fifa

Por: Redação PLACAR - Atualizado em

0614 laor
| Crédito: Foto: Alexandre Battibugli

Após perder a primeira partida da semifinal da Copa Libertadores, o presidente do Santos, Luís Álvaro Ribeiro, deu algumas declarações mostrando indignação com o fato de que jogadores de seu clube são convocados com frequência, diferentemente do rival, que não teve atletas chamados por Mano Menezes nas últimas partidas.

Laor levantou suspeita sobre a relação entre o Corinthians e a CBF, que tem Mano Menezes (ex-treinador do rival) e Andrés Sanchez (ex-presidente), como funcionários da entidade.

"Vão dizer que o Emerson não tem idade olímpica, mas o Hulk não tem também. Entre convocar um do Porto e outro do Brasil, que é muito melhor e joga muito mais, eu levaria o Sheik. Se tivesse de contratar um dos dois, seria o Sheik sem dúvidas", apontou o mandatário. "Vou me informar sobre tudo isso. Presidente fala com presidente. Vou conversar com o Marin e vou me pronunciar entre hoje e amanhã", continuou.

O presidente do Santos prometeu que vai tentar conversar com o presidente da CBF, José Maria Marin sobre o assunto, dizendo ser muito estranho jogadores como Paulinho, Ralf e Emerson Shiek não serem lembrados pelo técnico Mano Menezes.

O mandatário santista, porém, mostrou total desconhecimento sobre o algoz do jogo de ontem. Emerson defendeu a seleção do Catar nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2010, na partida contra o Iraque, no dia 26 de março de 2008. Além disso, participou de mais dois amistosos pela seleção do Oriente Médio.

Pelo regulamento da FIFA, nenhum jogador pode defender duas seleções após ter participado de uma competição oficial e profissional organizada pela entidade.

Fonte: PLACAR