Placar

Assine!
Patrocinadores Abril na Copa

Gaúcho deve sair com faxina do Vasco na comissão técnica

A reestruturação no departamento de futebol do Vasco deverá continuar nos próximos dias. Na segunda-feira o técnico Cristóvão Borges pediu demi

Por: Gazeta Press - Atualizado em

0913 gaucho
Técnico interino contra o Palmeiras, Gaúcho deve ser demitido do Vasco | Crédito: Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br

Técnico acha que está com a carreira parada, e quer buscar novos desafios

A reestruturação no departamento de futebol do Vasco deverá continuar nos próximos dias. Na segunda-feira (10) o técnico Cristóvão Borges pediu demissão alegando que não tinha mais como ajudar o elenco. Na quarta-feira, horas antes da vitória de 3 x 1 sobre o Palmeiras, foi a vez de o vice-presidente de futebol José Hamilton Mandarino se afastar por intermédio de uma carta enviada ao presidente Roberto Dinamite. Depois do triunfo sobre o Verdão, o auxiliar Gaúcho, que dirigiu o time de forma interina contra os palmeirenses, deu a entender que também está se desligando.

Gaúcho, ex-zagueiro do Vasco e que tem uma carreira de treinador desde a década de 80, foi contratado pelo clube carioca para cuidar das categorias de base em 2008, quando Roberto Dinamite, seu companheiro da época de jogador, assumiu o comando do clube. De lá para cá Gaúcho se tornou uma espécie de braço direito dos treinadores e bombeiro na hora que havia troca no comando técnico. O fato se repetiu com a saída de Cristóvão.

No início da semana Gaúcho deu algumas entrevistas dando a entender que gostaria de ser efetivado no cargo, já que conhecia todos os jogadores do elenco. Porém, seus planos foram por água abaixo na quarta-feira, quando Marcelo Oliveira foi anunciado como substituto de Cristóvão Borges. Apesar de compreender a escolha do amigo Dinamite, o interino deu a entender que vai deixar São Januário.

"A minha carreira está parada. Parei para servir ao Vasco, mas acho que a minha missão acabou. Tenho uma dívida com o clube por tudo o que ele me fez quando eu era jogador e tentei pagar isso ao longo desses últimos anos. Agora vou conversar com o presidente e ver aquilo que será melhor para todas as partes", afirmou o treinador depois da vitória sobre o Palmeiras.

"Não é fácil virar auxiliar depois de ter ficado muitos anos trabalhando como técnico e entendo que a minha missão nesta função de treinador ainda não chegou ao fim. Estou em uma idade que preciso pensar na minha carreira. Procurei fazer o meu melhor no clube, mas todo profissional recebe telefonemas e sempre recusei convites para poder permanecer no Vasco. Mas com 60 anos acho que a minha carreira está sendo um pouco prejudicada", disse Gaúcho, que conseguiu fazer um bom trabalho nas categorias de base do clube.

Em relação ao triunfo sobre o Palmeiras, Gaúcho acredita que o grande mérito do Vasco foi ter sido ofensivo mesmo quando viu o adversário abrir o marcador. O treinador entende que a mudança de postura foi determinante.

"Conversamos no intervalo e colocamos o time mais ofensivo, porque dava para jogar. Eu vi o meu time e vi o do Palmeiras. Parti para definir o jogo e felizmente conseguimos", disse Gaúcho.

O elenco do Vasco tem novo comando com a chegada de Marcelo Oliveira a partir desta quinta-feira. O novo treinador vai estrear de maneira oficial no jogo deste domingo, às 16 horas (de Brasília), contra o Cruzeiro no Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG), pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O novo comandante terá alguns problemas para escalar a partida. O zagueiro Douglas, o meia Felipe e o atacante Alecsandro receberam o terceiro cartão amarelo diante do Palmeiras e ficarão de fora para cumprir suspensão. A tendência é que Luan ou Rodolfo, recuperado de uma artroscopia no joelho direito, disputem a vaga na zaga.

Carlos Alberto, livre de lesão na coxa direita, deverá ser a opção no meio, enquanto que Eder Luis vai compor a dupla de ataque com o equatoriano Carlos Tenorio. O lateral direito Jonas, que cumpriu suspensão diante do Palmeiras, volta a ficar à disposição. A equipe, porém, deverá ser definida apenas no treino previsto para a tarde desta sexta-feira no Recreio dos Bandeirantes. No sábado pela manhã acontece ainda um trabalho recreativo, na sede de São Januário, que vai anteceder a viagem da delegação para o interior de Minas Gerais.

Gazeta Press

Fonte: Gazeta Press