Dia de Fúria

Dia de Fúria

Por Diego Canha

Após dois anos na Espanha, Diego Canha analisa o que rola no país e evita torcer pelo melhor time do mundo

 

A incrível história de Javi Poves

Por Diego Canha 09/08/2011 - 1h16 22 comentários

Javi Poves é um ex-jogador de futebol. Começou a carreira no Rayo Vallecano (após sair da categoria de base do Atlético de Madri), passou pelo Las Rozas e Navalcarnero, chegando ao Sporting de Gijón na temporada passada. No dia 21 de maio de 2011, estreou na Liga BBVA contra Hércules. Alguns pontos interessantes marcaram o defensor na temporada 2010-2011:

- Certa vez, ele foi ao escritório financeiro do Sporting de Gijón pedir que seu salário fosse entregue diretamente em mãos, sem depósito bancário. Por quê? “Não quero que especulem com meu dinheiro por um segundo qualquer. Não penso em usar um banco”. Em meio a crise espanhola, isso virou notícia. Ainda mais vindo de um jogador de futebol (desculpa aos que se sentiram ofendidos).

- Outra vez o clube deu a todos os jogadores do plantel um carro… O que você acha que ele fez? Devolveu prontamente o veículo. “Eu me senti mal de ter dois carros, não precisava”.

Há quem veja isso tudo como uma loucura. Se não estava louco, as seguintes declarações do ex-jogador beiraram a falta de sanidade: “Quando se vê por dentro, o futebol internacional é só dinheiro e corrupção. É capitalismo, e o capitalismo é a morte. Não quero estar em um sistema que a base para ganhar dinheiro é a morte dos outros na América do Sul, África e Ásia. Meu interior me impede em seguir no futebol”. E realmente parou! Aos 25 anos, Javi Poves largou o futebol. Irá cursar História e caso não tenha se encontrado, irá viajar pelos países subdesenvolvidos.

Muito vai se dizer que ele deveria seguir no futebol e com o salário ajudar os menos favorecidos. Mas o ser humano Javi Poves, esqueça o jogador, não conseguiu lidar com o sistema e  resolveu abandonar tudo. Uma loucura? Uma lição de vida? Deixe abaixo a sua opinião.

Divulgação

Comentários22

  1. Paulo Machado comentou:
    Sensacional!!! O futebol precisa de mais seres humanos assim! Espero que ele tenha a recompensa por suas escolhas!
    em 10/08/2011, às 01:25h
  2. Fernandâo Colorado comentou:
    Tem muitas pessoas neste mundo, que tem bom coraçâo, mas esse cara foi mais profundo ainda. O sistema de produçâo e consumo no planeta, acabam levando ao egoismo, a especulaçâo, a corrupçâo, resumindo tudo em uma palavra : POLITICA. Os malandros vivem dos otarios, e os otarios vivem do seu sacrificio e suor. E dificil ver caras com essa personalidade que mostrou o seu Javi Poves. Por que todo mundo tem filhos, pai e mae. E lutar contra o sistema acaba por levar a pessoa a miseria, a nao ter amigos, a ser visto como trouxa. Se todos tivessem " los huevos" do Poves, o mundo nâo sería esta merda em que vivemos, de todos contra todos e salvesse quem puder. A exploraçâo da America, Asia e Africa por parte da Europa e os EEUU, foi a maior verdade que o Poves poderia ter dito. Os clubes dos continentes pobres falidos e sem poder de determinaçâo ou de tomar decisoes, e os europeus roubando jogadores, dando ordens, esculachando com tudo. Eles vem comprar barato, coisas que nâo tem preço.
    em 10/08/2011, às 00:47h
  3. Sergio Raposo comentou:
    O amigo ai falou besteira. Um erro não justifica outro. Sou a favor do comunismo, mas mesmo que não fosse, não é porque um sistema é errado que o outro se torna certo. Capitalismo é um sistema que mata milhões por não terem condições financeiras de viver bem e, assim, essas pessoas sujeitam-se as piores situações para ganhar dinheiro. Escravismo, trabalho infantil, entre outros. Então pra falar besteira, é melhor não dizer nada. Quem não sabe o que dizer fala essas completas idiotices: "vá morar em Cuba", "vá morar na Coréia do Norte", "tatua o Che Guevara então", entre outras. Lamentável uma pessoa não saber argumentar e achar que dizer simplesmente isso é um ponto de vista muitíssimo bem colocado.
    em 09/08/2011, às 23:27h
  4. Rafael comentou:
    Vá para a Coréia do Norte e experimente o comunismo.
    em 09/08/2011, às 17:45h
  5. de Portugal comentou:
    li e fiquei emocionado. de facto, se mais pessoas houvessem como ele neste mundo e o mundo não estaria como está.
    em 09/08/2011, às 13:16h

Copyright © 2012, Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados.